Mercados

Início Notícias Mercados

ITV beneficia do acordo entre UE e Canadá

Um ano depois da assinatura do acordo de livre comércio CETA, os resultados são já visíveis, com as exportações da indústria do vestuário da União Europeia a aumentarem 11%, segundo os dados mais recentes.

Comércio internacional em mutação

As exportações mundiais de têxteis e vestuário regressaram ao crescimento em 2017 pela primeira vez em dois anos, com as tendências mais notórias a incluírem um novo recorde no envio de têxteis chineses e a ascensão do Vietname como um dos principais exportadores.

Jeans moldam-se ao consumidor

Apesar do impacto da tendência athleisure nas vendas de jeans, os números mais recentes mostram que a categoria está a crescer em valor, graças à capacidade de inovação e adaptação dos produtores, que procuram responder às novas necessidades dos consumidores.

Inditex continua a quebrar recordes

A gigante espanhola da moda acaba de revelar que, na primeira metade do ano, conquistou aumentos nos lucros e nas receitas, sustentados por um forte desempenho operacional e um crescimento global contínuo, tanto nas lojas online como nas físicas.

Moda ataca líderes de Silicon Valley

Os dirigentes das reputadas startups não têm revelado uma apurada sensibilidade estética na forma como se vestem, mas as marcas de luxo querem mudar isso e escrever um novo capítulo da moda em Silicon Valley.

China colapsa preço da lã

Uma maior procura por produtos de lã fina e um menor interesse por tecidos laneiros pesados junto dos compradores chineses fez disparar os preços da fibra, com repercussões nas exportações desta matéria-prima na Nova Zelândia.

Japão rendido aos têxteis-lar lusos

As empresas portuguesas de roupa de cama, mesa e banho têm direcionado esforços para a conquista do País do Sol Nascente e os clientes nipónicos têm capitulado à qualidade dos têxteis-lar nacionais no mercado local, como confessaram na mais recente edição da Guimarães Home Fashion Week, um evento sob a chancela da Home From Portugal.

Exportações têxteis nacionais somam mais 2,2%

A ITV portuguesa registou um aumento de 2,2% das exportações nos primeiros cinco meses do ano, apesar das quebras nos envios para Espanha e Reino Unido. Em termos de produtos, os tecidos impregnados e revestidos destacaram-se pela positiva, enquanto o vestuário em tecido e os tecidos em malha sentiram mais dificuldades.

Os 10 piores países para trabalhar

Argélia, Bangladesh e Camboja ocupam os três primeiros lugares do ranking elaborado pela ITUC dos piores países para trabalhar. No top 10 constam ainda outros centros de aprovisionamento de têxteis e vestuário usados pelas marcas ocidentais, incluindo a Turquia. Mas Portugal também não escapa às críticas.

Maquinaria dá liderança à China

Os números mais recentes das compras de maquinaria têxtil apontam para que o Império do Meio continue a dominar a indústria têxtil mundial no futuro. Em 2017, o país foi, de longe, o maior investidor em maquinaria para fiação, texturização, tecelagem e tricotagem.

Mais vistas