Mercados

Início Notícias Mercados

Emergentes na corrida pelos collants

O mercado internacional dos collants está em transformação, à medida que os grandes importadores se dirigem progressivamente às economias emergentes de produção low-cost. Bangladesh, Índia, Indonésia, Paquistão e Vietname são alguns dos países que ocupam agora um lugar de destaque.

China continua em decréscimo

A desaceleração do crescimento económico tem vindo a sentir-se um pouco por todo o mundo. A China não é exceção – a contração das importações pelo quinto mês consecutivo e a acentuação da queda das exportações durante o mês de setembro têm aprofundado a crise económica do país.

Economia mundial marca passo

A Organização Mundial do Comércio prevê que até ao próximo ano a economia mundial sofra uma desaceleração do crescimento, fruto das tensões comerciais que se têm manifestado nos últimos tempos. Nos EUA registam-se os valores mais baixos desde a crise de 2009.

T-shirts sustentam a Nicarágua

As exportações de vestuário e calçado para a União Europeia provenientes da Nicarágua têm vindo a diminuir ao longo do primeiro semestre de 2019. O país da América Central encontra apenas uma área para recuperar fôlego: as t-shirts.

Vietname é o novo substituto da China

A guerra comercial entre os EUA e a China está a provocar uma alteração do paradigma de fornecimento de recursos produtivos. O Vietname começa agora a destacar-se como substituto da China, mas as regras do negócio são muito diferentes.

Guimarães recebe Start Europe a meio caminho

No ciclo europeu de conferências “Start Europe”, Portugal foi a exceção à regra: em vez de uma, a Comissão Europeia aprovou três ações. Guimarães acolheu uma delas, onde vários representantes de indústrias e associações ligadas ao têxtil destacaram a necessidade de conhecer os mercados extracomunitários para os poder «casar».

Algodão egípcio em recuperação

A produção e exportação de algodão egípcio estão no seu nível mais alto em cinco anos, após um forte investimento na promoção e na sustentabilidade para recuperar a reputação da fibra. A estratégia inclui ainda a certificação de produtores, onde Portugal conta atualmente com duas empresas “aprovadas”.

Comércio eletrónico soma e segue

Num mercado em mudança, com consumidores mais exigentes e em busca da maior conveniência, as vendas no canal online continuam a somar taxas de crescimento elevadas e a atrair novos players, incluindo empresas portuguesas que estão a aderir às vendas online.

Portugal mais digital

À semelhança do resto do mundo, o negócio no canal online está a crescer em Portugal. No entanto, tanto do lado do consumidor como, sobretudo, do lado das empresas, há ainda muita margem de progressão, dentro e fora das fronteiras nacionais.

Hong Kong perde clientes

A cidade chinesa recebe anualmente milhões de pessoas de todo mundo, que vêm para comprar os melhores e mais variados artigos de moda, joalharia, eletrónica, cosmética e mais. Mas, desde 2018, que Hong Kong parece ter perdido a popularidade e a preferência entre os consumidores.

Mais vistas