Mercados

Início Notícias Mercados

Preços da produção industrial da ITV mantêm subida

Entre janeiro e setembro de 2022, o défice da balança comercial de Portugal aumentou para 22,55 mil milhões de euros. Uma tendência de subida que se regista igualmente nos preços da produção industrial e no índice de volume de negócios, tanto no têxtil como de vestuário.

Exportações da ITV consolidam crescimento

As exportações portuguesas de têxteis e vestuário cresceram 17,7% nos primeiros nove meses de 2022, face ao período homólogo de 2021, para 4,68 mil milhões de euros, com aumento das vendas tanto dentro como fora da União Europeia. As importações seguem a mesma tendência de subida.

Qual é o perfil do consumidor português de luxo?

A Laurel - Associação Portuguesa de Marcas de Excelência vai avançar, em 2023, com a realização de um estudo para conhecer o perfil do consumidor de artigos de luxo em Portugal, juntamente com universidades e marcas portuguesas.

Estratégia europeia dá gás à reciclagem

A estratégia para a sustentabilidade e circularidade dos têxteis na UE, publicada em março pela Comissão Europeia, está a levar à aceleração da inovação de produto e de iniciativas de reciclagem por parte de organizações, marcas e produtores de têxteis e vestuário, segundo um novo estudo da Textiles Intelligence.

Falta de integridade ameaça algodão orgânico

Um novo relatório da Textile Exchange alerta para a necessidade de colaboração na indústria para manter a integridade da cadeia de aprovisionamento de algodão orgânico, de forma a não prejudicar a confiança dos consumidores na fibra. A rastreabilidade é um dos caminhos apontados.

Indústria de vestuário lidera crescimento nos EUA

Entre 18 indústrias dos EUA, a de vestuário foi a que registou o maior crescimento em outubro, de acordo com o índice dos compradores (PMI), destacando-se igualmente ao nível de novas encomendas e do emprego. Já a indústria têxtil do país teve um mês menos positivo.

EUA compram mais às Honduras

As Honduras estão a reforçar a sua posição no sourcing de proximidade para a indústria americana, ocupando atualmente a segunda posição nas vendas de têxteis e vestuário realizadas sob acordos de comércio livre. Uma possível recessão e a inflação nos EUA estão, contudo, a ensombrar as perspetivas de futuro.

Exportações crescem desde 2019

As exportações de bens aumentaram, em 2021, 18,3% relativamente a 2020 e 6,2% face a 2019, para 63.619 milhões de euros, divulgou o INE. Já as importações totalizaram 83.146 milhões de euros, aumentando 22,0% em comparação com a 2020 e 4,0% em relação a 2019.

Crise impulsiona segunda-mão na moda

À medida que diminuiu o rendimento discricionário disponível, os consumidores estão a voltar-se para métodos alternativos e mais baratos para comprar vestuário, incluindo o mercado das vendas em segunda-mão, numa tendência que está a ser abraçada também pelas marcas.

China perde domínio no algodão

O mercado chinês continua a ser o maior importador desta fibra, mas a sua posição está a enfraquecer, com outras potências asiáticas no têxtil e vestuário a aumentarem o consumo de algodão. A China foi ainda ultrapassada pela Índia no que diz respeito à produção.
eurocasino eurocasino elexusbet elexusbet casino siteleri canlı tombala madridbet madridbet mobil ödeme bahis