Mercados

Início Notícias Mercados

À descoberta do Irão – Parte 2

Na eminência do restabelecimento das relações diplomáticas, o Irão é um mercado a descobrir pelas marcas ocidentais, que se revelam simultaneamente otimistas e cautelosas face ao potencial deste mercado, por enquanto, desconhecido.

Brasil em derrapagem

As vendas a retalho brasileiras caíram em julho, pelo sexto mês consecutivo, num momento em que o aumento do desemprego e a baixa de confiança recorde dos consumidores ameaçam agravar a recessão do país.

Os desafios do sourcing

O envolvimento conjunto e a criação de políticas de base são essenciais à melhoria das condições de trabalho da indústria do vestuário e promoção de um melhor equilíbrio entre os benefícios económicos e sociais das cadeias de aprovisionamento globais.

Londres substitui Paris

A Cidade-luz foi trocada pela capital britânica como destino de eleição dos turistas em busca de artigos de luxo depois dos ataques terroristas e da onda de assaltos que abalaram Paris. Como resultado, o sector do luxo parisiense começa a ressentir-se.

Algodão com alternativa

O novo contrato mundial de algodão da Intercontinental Exchange (ICE) começou a ser negociado no início de novembro, com 21 contratos a trocarem de mãos, numa ação que dá aos agricultores, fiações e comerciantes a primeira alternativa aos preços fixados pelo índice norte-americano.

As melhores dicas de sourcing

Quando se trata de desenvolver ou adaptar a estratégia de produção de uma marca ou de um retalhista de vestuário, existem fatores-chave a ter em conta. A flexibilidade, comunicação e instituição de parcerias são essenciais, mas devem ser combinadas com qualidade, velocidade e conformidade.

O desassossego da ITV

A indústria têxtil da Nigéria receia o crescente domínio dos têxteis chineses que, por serem mais baratos, reúnem popularidade entre os cidadãos do país com menor poder de compra.

Roupa com pernas para correr

A postura mais promocional no vestuário de desporto/lazer, a racionalização do espaço em loja e um impulso das margens brutas no segundo semestre - resultante da queda no preço do algodão -, estão entre os principais fatores que os analistas acreditam que irão moldar o mercado de vestuário dos EUA em 2015.

Leilões de “ouro branco”

A sequência de leilões diários de algodão em território chinês, que se prolongou por quase dois meses, chegou ao fim, vendendo apenas uma fração da fibra disponível, devido à subida dos preços e a uma desaceleração da economia do Império do Meio.

Uma indústria em ascensão

Com o levantamento das pesadas sanções que sofreu até 2012, a indústria têxtil e vestuário da Birmânia, atual Myanmar, tem prosperado nos últimos dois anos, graças a uma mão de obra ainda barata, infraestruturas terrestres e marítimas e diversos acordos comerciais que facilitam as exportações.

Mais vistas