Mercados

Início Notícias Mercados

O regresso do “made in America”

A indústria têxtil dos EUA está de volta depois de, há cerca de 20 anos, quase ter desaparecido. Apesar da menor dimensão, a ITV norte-americana continua a ser um importante agente no sourcing mundial, graças à aposta no aprovisionamento de proximidade.

Pressão das marcas fomenta abusos laborais

Muitas marcas e retalhistas estabelecem códigos de conduta que os seus fornecedores devem seguir. Contudo, segundo um novo relatório da Human Rights Watch, as práticas negociais das marcas e retalhistas conduzem a abusos laborais na cadeia de aprovisionamento.

Incerteza abala sourcing

Numa altura em que as marcas pretendem aprovisionar-se em novos mercados, como consequência da crescente incerteza nas políticas comerciais, a crise migratória e a cibersegurança são os principais riscos que a cadeia de aprovisionamento mundial irá enfrentar ao longo de 2019.

Salários no Vietname ainda são pouco dignos

Os salários na indústria de vestuário do Vietname ainda não são suficientes para permitir uma vida condigna aos trabalhadores e respetivas famílias. Sem dinheiro para pagar despesas básicas com alimentação, saúde e educação, estes trabalhadores veem-se obrigados a fazer horas extraordinárias excessivas para conseguirem viver.

Egito ruma lentamente à Visão 2025

Depois de recuperar da revolução de 2011, o Egito está a ter dificuldades em entrar no caminho certo para a meta definida na estratégia Visão 2025, que, entre vários objetivos, pretende quadruplicar as exportações de vestuário e têxteis e criar um milhão de postos de trabalho no sector.

Moda sem fronteiras

A Europa parece estar a ficar demasiado pequena para os criadores de moda portugueses. Os continentes asiático e americano são, cada vez mais, os destinos favoritos das propostas dos designers e marcas nacionais. É o caso de nomes como Carla Pontes, Nycole, Sophia Kah ou Pé de Chumbo.

A importância de denunciar a escravatura moderna

A legislação em vigor não está a ser eficaz na eliminação da escravatura moderna da cadeia de aprovisionamento mundial. A maioria das empresas não cumpre com a obrigação de a denunciar ou não revela informação específica ou detalhada o suficiente, segundo um novo estudo.

Têxtil dos EUA «não se pode dar ao luxo de descansar»

O aumento da produção e das exportações norte-americanas não impede a indústria têxtil e vestuário dos EUA de olhar para o futuro com prudência. No entanto, as políticas comercias da administração Trump são vistas com oportunidades de crescimento para o sector

Os desafios da cadeia de aprovisionamento

Segundo um estudo da transportadora DHL, as incertezas em relação aos fluxos comerciais, os problemas relacionados com a segurança informática e as alterações climáticas estiveram entre os principais desafios que o sourcing mundial enfrentou no ano passado.

Tunísia cria novo plano para potenciar ITV

A indústria têxtil e vestuário e o governo tunisino uniram-se num acordo que visa dar uma nova vida ao sector. Atingir os 4 mil milhões de euros em exportações e criar cerca de 50 mil postos de trabalho, até 2023, são alguns dos objetivos da parceria público-privada.

Mais vistas