O número de praticantes de desporto encontra-se em crescimento por todo o mundo, numa altura em que a preocupação com o bem-estar está num nível nunca antes atingido. A esta preocupação soma-se o desenvolvimento da inteligência artificial, que irá...
Numa altura em que o streetwear está a assumir um peso maior no guarda-roupa feminino, as direções do WGSN para a primavera-verão 2020 sublinham a importância dos básicos, a casualização do vestuário de trabalho e as mudanças de valores na China.
Redefinindo o intervalo entre os extremos, o menswear para a primavera-verão 2020 antevê o futuro com um olhar artístico onde o vestuário masculino se adapta ao homem moderno.
O ano de 2020 marca a entrada num futuro há muito aguardado. Embora sem carros voadores nem robôs humanoides, a entrada na nova década do século XXI será um ponto de viragem que irá influenciar as tendências nos têxteis e na moda em geral.

Moda muda de pele

Com o couro de alta qualidade a tornar-se cada vez mais raro, as marcas de luxo estão a optar por outras alternativas. A pele de peixe poderá ser uma solução.
Sob o sol quente da Califórnia, as estrelas de Hollywood brilharam na passadeira vermelha com coordenados em branco, vestidos de cetim e lantejoulas q.b., sem esquecer até alguns pares de ténis. Mas o serão, que premiou o que de melhor se faz em televisão, serviu também de palco para as habituais mensagens políticas.
Os dirigentes das reputadas startups não têm revelado uma apurada sensibilidade estética na forma como se vestem, mas as marcas de luxo querem mudar isso e escrever um novo capítulo da moda em Silicon Valley.
A moda masculina está em grande destaque nas marcas de luxo e há uma aposta cada vez maior em designers reputados para trabalhar o menswear, ao mesmo tempo que os estilos se tornam mais descontraídos e peças como camisolas com capuz encontram um novo público.
Chamam-lhe tendência “Friends”, porque se inspira na série de sucesso norte-americana da época, e poderá beneficiar as insígnias do retalho no regresso às aulas, onde se espera atrair a geração millennial.
Depois de duas décadas de costas voltadas, a ModaLisboa e o Portugal Fashion chegaram a um entendimento e, com a bênção do Primeiro-Ministro António Costa assinaram um acordo de cooperação que, acreditam todos, irá beneficiar os designers e a moda nacional.

Mais vistas