O salão de moda internacional realizou-se, pela primeira vez online, de 22 a 24 de abril, numa estreia «bem-sucedida» que ligou mais de 1.350 expositores e quase 158 mil visitantes. A inovação, o design criativo e os produtos de alta qualidade resumem o as preferências dos participantes.
O stylist português lançou a primeira coleção cápsula como uma «ode ao amor e à liberdade» que fazem também parte do conceito da marca. A concretização «quiçá do sonho mais antigo de todos» dá agora forma à “No Gender by Mário de Carvalho” que veste, sobretudo, uma causa.
A pandemia do novo coronavírus está a provocar uma verdadeira crise existencial no mundo da moda: a produção cessou, as lojas fecharam e a procura caiu abruptamente. As coleções de primavera-verão, apresentadas em setembro nas diferentes semanas de moda, continuam nas prateleiras.
Na sequência de adiamentos e até cancelamentos de vários eventos provocados pela disseminação do novo coronavírus, o panorama das feiras vai mudar no futuro próximo à luz de incertezas e reduções de custos.
A feira mais verde da Messe Frankfurt está a promover a iniciativa #fairfashionsolidarity para impulsionar a moda sustentável durante o período de crise provocado pelo Covid-19.
Em tempos sem precedentes, Düsseldorf vai acolher, de 30 de agosto a 1 de setembro, a Gallery Fashion e a Gallery Shoes no mesmo espaço, que contarão ainda com a companhia do Showroom Concept.

Chic tem nova data

A edição da feira de moda internacional prevista para março não aconteceu devido à disseminação do Covid-19 na China. No entanto, a Chic tem já nova data marcada, de 15 a 17 de julho. Desta vez, será em Shenzhen que se revelarão as tendências para a primavera-verão 2021.
Na 54.ª edição, os criadores portugueses fizeram desfilar as tendências para o outono-inverno 2020/2021 pelas passerelles da ModaLisboa, num evento mais “verde” que deixou o público “awake” para a moda sustentável e premiou o talento dos jovens designers.
A feira de moda moscovita fechou a 34.ª edição com números positivos e a certeza de que cada vez mais marcas europeias estão a procurar explorar o dinamismo do mercado russo.
Ainda sem saber as cores escolhidas pelos designers que vão mostrar as coleções na capital portuguesa, é já certo que o verde associado à sustentabilidade será o tom predominante do evento. Awake foi o mote escolhido para esta edição da ModaLisboa, alinhada com a Capital Verde Europeia 2020.

Mais vistas