Ode à feminilidade

Numa estreia muito desejada em Paris, Diogo Miranda homenageou a Cidade-Luz com uma coleção pensada especialmente para a ocasião, que misturou o mundo da “couture”, linhas arquitetónicas e os filmes de ficção científica para criar looks ao mesmo tempo austeros e elegantes.
No seguimento da conquista de um lugar de destaque no Mediterranean Fashion Prize 2015, a coleção primavera-verão 2016 da marca criada pela designer Catarina Sequeira está agora exposta nas icónicas galerias Lafayette. Desde segunda-feira, 11 de abril, e até dia 6 de junho, a Saymyname tem morada em Paris.
Dos eventos exclusivos à democratização do luxo, das lojas próprias a modelos de distribuição online, são várias as estratégias que estão a traçar o futuro das marcas e da indústria do luxo no mundo. Cartier, Farfetch e Kering deram o exemplo em Lisboa, no último dia da FT Business of Luxury.

A moda neutra

A nova gama de vestuário de Ellen DeGeneres não é apenas mais uma linha de moda concebida por uma celebridade. Ela disponibiliza vestuário de género neutro para meninas, eliminando o fator tradicional de feminilidade inerente aos conjuntos do género feminino.
Chamam-lhe tendência “Friends”, porque se inspira na série de sucesso norte-americana da época, e poderá beneficiar as insígnias do retalho no regresso às aulas, onde se espera atrair a geração millennial.
Em comparação com a edição de verão, decorrida em julho último, o número de visitantes da Gallery estabilizou em janeiro nos 6.000 visitantes profissionais. Na Areal Böhler, mais de 800 marcas de 25 países desvendaram as suas coleções para a próxima estação fria.

Chuva de estrelas

Na noite em que Leonardo DiCaprio se vingou de anos de palmas na assistência e subiu ao palco para receber a estatueta pela sua performance em “The Revenant”, “Spotlight” levou para casa o Óscar de melhor filme e “Mad Max-Fury Road” arrecadou todas as distinções nas categorias técnicas, a moda não faltou à passadeira vermelha – sendo que, também ela, já havia sido ingrediente principal nestas três receitas da cozinha hollywoodesca.

O lado D da moda

Com uma carreira de 20 anos, Dino Alves nunca teve medo de assumir o seu lado inconformista e irreverente e assume, sem complexos, o cognome de “enfant terrible” da moda nacional, mostrando estar sempre um passo à frente do seu tempo, como mostram os projetos do “hospital da roupa” e a nova linha de carácter ecológico.
No ano em que celebra o seu 20.º aniversário, o Portugal Fashion torna-se num espelho de tendências e reflete o talento dos criadores nacionais, numa edição que se divide entre seis localizações e fica marcada pelo regresso de Pedro Pedro à passerelle do Porto.
Ralph Lauren, Opening Cerimony e Rebecca Minkoff são alguns dos nomes que se estão a alinhar com os wearables, mas a aposta nesta tecnologia está centrada, sobretudo, no aumento da notoriedade e nas estratégias de comunicação e não no retorno do investimento em vendas.

Mais vistas