Quase quatro anos depois de ter sido banido do mundo da moda devido aos insultos antissemitas, o designer John Galliano regressou às passerelles em Londres com a primeira coleção para a Maison Margiela, onde recebeu os aplausos generalizados da crítica por “Artisanal”.
A dupla portuguesa sediada em Londres vai lançar uma coleção exclusiva para a marca de denim de luxo usada por celebridades como Sarah Jessica Parker ou Heidi Klum.

Celebrar a moda

Os enormes lustres que iluminaram a passerelle instalada no salão de baile do Four Seasons Hotel Ritz conjugaram-se na perfeição com os vestidos volumosos inspirados na azulejaria – dois dos quais estiveram já em exposição no Kennedy Center, em...

Comprar em casa

A ascensão do retalho online tem emprestado às lojas físicas o impulso de que necessitavam para entrar no jogo das experiências de compra e, atualmente, a investida tem sido no interior das lojas – que se vão aproximando de espaços residências. Ali, o cliente sente-se, literalmente, em casa, enquanto compra artigos que vão do vestuário à decoração.
Fundada em 2013, a Grace Baby&Child começa por embalar recém-nascidos para depois os acompanhar nas primeiras traquinices, numa oferta que envolve todo o guarda-roupa e, mais recentemente, a decoração. A maternidade da fundadora Ana Peixoto d’Almeida inspirou o negócio que, em 2017, espera crescer 150%.
As idas às compras fazem-se, cada vez mais, através de diversos ecrãs, dos computadores aos telemóveis, e começam bastante antes da aquisição efetiva, com pesquisas constantes. Há, por isso, lojas físicas que criaram áreas especiais para os consumidores relaxarem e pesquisarem tudo o que quiserem.
As tecnologias usáveis representam um dos mais interessantes desenvolvimentos da indústria e têm vindo a inspirar, de forma flagrante, a atuação do design de moda.
As chamadas para Portugal a partir do Brasil poderiam muito bem ter sido o mote para o nome da marca fundada por Ana Penha e Costa. Mas o que levou a designer portuguesa a transformar o indicativo +351 em nome foi a qualidade da indústria têxtil e vestuário nacional.
Da transformação de antigas redes de pesca à redução dos desperdícios pela intervenção da tecnologia, passando pelo denim para a vida, há uma jovem geração de designers a desenhar e costurar vestuário com linhas eco-éticas.
A multinacional alemã Hugo Boss está a trabalhar em sistemas que detetem erros antes que aconteçam e que otimizem o espaço nas unidades produtivas.

Mais vistas