Notícias

Início Notícias

Corrida digital

Em matéria de experiências digitais do luxo, alguns endereços de comércio eletrónico foram capazes de encontrar a fórmula mágica em 2015, outros provaram o veneno da concorrência feroz. De acordo com um relatório recente da empresa de marketing digital ContactLab, a Prada e a Tiffany ainda não prosperam online, ao contrário da Fendi e da Cartier, que florescem nesse ambiente.

Modtissimo quer ser motor da retoma

Marcado para 23 e 24 de setembro na Alfândega do Porto, o único salão português dedicado à indústria têxtil e vestuário quer reforçar as ligações do mercado e contribuir para a recuperação das empresas depois do confinamento. Com as medidas de segurança implementadas, o Modtissimo contará com mais de 100 expositores.

Liderança inabalável

Apesar das dificuldades impostas por fatores como o abrandamento económico e o combate à corrupção e da mudança nos gostos e hábitos de consumo – com o fim da veneração dos logos e o interesse crescente por marcas emergentes –, a China deverá manter-se na liderança do mercado de luxo.

Moda sem fronteiras

A Europa parece estar a ficar demasiado pequena para os criadores de moda portugueses. Os continentes asiático e americano são, cada vez mais, os destinos favoritos das propostas dos designers e marcas nacionais. É o caso de nomes como Carla Pontes, Nycole, Sophia Kah ou Pé de Chumbo.

ITV ruma à Maroc in Mode

Cerca de 175 expositores internacionais já confirmaram a sua presença na próxima edição da Maroc in Mode. A feira marroquina, que se realiza a 11 e 12 de outubro em Marraquexe, irá acolher fornecedores de fios, tecidos e acessórios e produtores de vestuário de toda a região euro-mediterrânica.

Miss Castelinhos sem rótulos e desperdícios

A vontade de combater a indústria fast fashion fez nascer a Miss Castelinhos, uma marca para criança que não se deixa rotular pelo género e em que a única preocupação é produzir peças «duradouras e confortáveis», que aliem a criatividade e a sustentabilidade ao trabalho manual.

MMRA joga trunfos na Alemanha

A empresa produtora de malhas está a ganhar quota de mercado lá fora, com as feiras externas, que começaram há cerca de quatro anos, a contribuírem para o aumento consistente das exportações, que representam cerca de 7% da produção. A Alemanha é, atualmente, um dos focos do esforço de internacionalização.

Certificações marcam pontos

As certificações, relacionadas com a sustentabilidade ambiental, a responsabilidade social ou a qualidade dos produtos, tornaram-se obrigatórias para a indústria têxtil e vestuário. Conheça as soluções deste âmbito propostas pela Tratave, Apcer, Bluesign e CITEVE.

Olmac a um passo do Canadá

Anteriormente conhecida enquanto produtora de pijamas, a Olmac já veste o casaco para sair à rua. Depois de enveredar pela área do vestuário técnico, correu a Europa toda e instalou-se no mercado internacional, até chegar aos EUA. O próximo destino está à distância de um passo até ao Canadá.

Comércio mundial desaponta em 2016

O comércio mundial vai crescer abaixo do esperado em 2016, aumentando apenas 1,7%, na sequência do crescimento inferior ao expectável nas economias em desenvolvimento como a China e o Brasil, mas também de resultados menos positivos nas economias desenvolvidas. Para 2017, as previsões foram também revistas.

Mais vistas