Retalho

Início Notícias Retalho

Primark continua a crescer

2018 deverá revelar-se como um ano maioritariamente positivo para a Primark. As vendas anuais da retalhista de fast fashion deverão aumentar 5,5% em relação ao ano passado, apesar da queda nas vendas comparáveis.

Zara: quão longe pode ir o prodígio da fast fashion?

Há muito tempo que a Zara é conhecida como “o prodígio” da fast fashion no sector de retalho. Desde que abriu a sua primeira loja em 1975, continua a ouvir os seus clientes e o seu processo tornou-se um modelo a considerar, se não a copiar, por toda a indústria da moda.

Primark imune à conjuntura

Embora o ambiente no retalho não seja o melhor, a cadeia de preços baixos continua a atrair os consumidores às suas lojas. Nas primeiras 40 semanas do seu ano fiscal, a Primark registou um crescimento das vendas de 6% e os planos para abrir mais pontos de venda mantêm-se em curso.

H&M otimista apesar dos desafios

É um sentimento agridoce aquele que percorre atualmente os executivos da retalhista sueca. Os resultados semestrais, apresentados oficialmente, confirmaram as dificuldades da H&M no que diz respeito às vendas, mas o CEO Karl-Johan Persson acredita que o negócio está a ir pelo caminho certo.

Um Qioske português para o mundo

Chama-se Qioske e quer levar o design de produto português mais longe. O projeto, fundado por dois jovens portugueses recém regressados do estrangeiro, combina vendas online com o desenvolvimento de negócios e é uma montra para artesãos e designers nas áreas da decoração, lifestyle e moda.

Inditex acelera rumo ao futuro

A pioneira da fast fashion quer tornar-se ainda mais rápida e, para isso, está a apostar em tecnologia. Além de parcerias criadas com especialistas como a Intel e Fetch Robotics, a Inditex tem uma unidade de inovação que está a trabalhar em inteligência de localização com o objetivo de integrar completamente os stocks físicos e online.

H&M volta a desiludir

Os primeiros seis meses do ano fiscal de 2018 revelaram-se complicados para a H&M. A retalhista sueca de moda rápida está a assistir à estagnação das suas vendas, como mostram os primeiros resultados do segundo trimestre, e continua a ter dificuldade em atrair os consumidores às lojas, ficando cada vez mais longe da rival Inditex.

O bom, o mau e a personalização

O mais recente relatório da Accenture conclui que os consumidores preferem comprar produtos de uma marca que personalize as suas interações. Por outro lado, também sentem que as experiências digitais não estão alinhadas com as suas expectativas. São os dois lados da moeda do retalho à medida.

Euro não trava Inditex

Os números não são tão brilhantes como no passado, mas a Inditex continua a ter uma performance superior à dos seus pares. No primeiro trimestre do ano fiscal, o grupo que detém a Zara aumentou as vendas, o lucro e as margens, fintando um ambiente de retalho difícil e os efeitos negativos provocados por um euro forte.

Nyden rompe com cultura da H&M

A nova marca do portefólio da gigante sueca de moda rápida está a apostar em celebridades – como Dua Lipa, Jérôme Boateng e Justine Skye – que tenham tribos próprias para a criação de linhas específicas dedicadas aos seus seguidores.

Mais vistas