Retalho

Início Notícias Retalho

«Vai demorar algum tempo até atingirmos os valores pré-Covid»

Nas primeiras três semanas de reabertura do retalho, após o confinamento originado pela pandemia de Covid-19, a quebra das vendas no Porto atinge os 50% e em Lisboa chega mesmo aos 70%.

Centros comerciais reabrem em junho

A reabertura dos centros comerciais está agendada para 1 de junho, cumprindo as devidas normas de segurança da DGS. A Associação Portuguesa de Centros Comerciais pede que estes espaços não sejam discriminados face a outros negócios de retalho.

Sonae Sierra lança serviço de drive-in nos shoppings

A empresa do grupo Sonae anunciou o lançamento de um serviço gratuito de drive-in nos centros comerciais que gere em Portugal. O novo serviço já teve a aderência de 82 marcas presentes em 143 lojas.

Victoria’s Secret fecha 250 lojas

A marca de lingerie feminina já conheceu melhores dias. A Victoria’s Secret anunciou que vai fechar 250 lojas nos EUA e no Canadá e não descarta novos encerramentos ao longo dos próximos anos.

Gap aposta em robôs para satisfazer pedidos online

O encerramento temporário das lojas, devido à pandemia de Covid-19, acelerou as compras online. Para fazer face à situação, a retalhista de vestuário está a antecipar a robotização dos seus armazéns.

Governo espanhol dá luz verde às promoções

Lojas com mais 400 metros quadrados abriram portas ontem. As promoções são permitidas, desde que não ponham em causa a segurança imposta pelas autoridades de saúde.

Polémica em Espanha sobre promoções no comércio

Os ministérios da Saúde e da Indústria e Comércio têm posições diferentes sobre as promoções no comércio. De um lado, a Saúde proíbe as promoções por implicarem aglomerações; do outro, o Comércio a garantir que o que está proibido são as aglomerações e não as promoções.

Novas regras para compras online

Nova autenticação, que pretende ser mais segura, passa por palavra passe, mensagens por sms ou impressão digital. Banco de Portugal assegura que banca portuguesa está preparada para assegurar os prazos.

Mango reforça financiamento com 200 milhões de euros

Para mitigar o impacto do novo coronavírus, a retalhista espanhola assinou um crédito de 200 milhões de euros a três anos de forma a ter uma maior capacidade de liquidez para subsistir. A Mango fez ainda um empréstimo bilateral de 40 milhões de euros.

Gama média enfrenta extinção

Retalhistas como o grupo Arcadia, Jack Wills e Ted Baker, assim como os grandes armazéns John Lewis são alguns dos nomes que estão em perigo, numa altura em que, segundo os especialistas, as marcas de moda de gama média serão as mais penalizadas pela crise de coronavírus no Reino Unido.

Mais vistas