Retalho

Início Notícias Retalho

Consumidores disponíveis para pagar mais

Os consumidores americanos estão menos sensíveis a alterações de preços em todo o vestuário, seja de senhora, homem ou criança. Os retalhistas podem agora cobrar mais pelos produtos desta categoria, sem sentirem reflexos significativos no seu lucro.

Brexit sem efeito sobre a Next

A gigante retalhista britânica registou um crescimento das suas receitas e lucros durante o primeiro semestre do ano, com as vendas online a ultrapassarem já as transações em loja. A empresa diz «não encontrar qualquer evidência» sobre a influência do impasse do Brexit no consumo dos seus clientes.

Springkode liga à indústria

Com pouco menos de um ano online, a plataforma Springkode veio trazer uma nova forma de ver a compra em “lojas de fábrica”. Atualmente com oito empresas no portefólio e, mais recentemente, oferta para homem, a startup está a valorizar a qualidade e o design “made in Portugal”.

Dott: de Portugal para portugueses

Lançado apenas há dois meses, o marketplace Dott tem a ambição de se tornar a referência nas vendas online em território nacional, ao mesmo tempo que contribui para a digitalização das empresas nacionais, facilitando a entrada no mercado do comércio eletrónico.

Verão deu mais cor à H&M

A popularidade de suas linhas estivais ajudou a retalhista sueca a registar o maior crescimento de vendas em moeda local nos últimos três anos, mas as suas ações caíram ontem face às preocupações com as margens de lucro.

Traços Singelos pela internet

A empresa de têxteis-lar decidiu abraçar o mundo do comércio eletrónico e começou com o marketplace Dott. Com uma experiência de apenas dois meses, os primeiros resultados são animadores para a Traços Singelos, que vê neste canal uma possibilidade de chegar também ao consumidor final.

Portugal mais digital

À semelhança do resto do mundo, o negócio no canal online está a crescer em Portugal. No entanto, tanto do lado do consumidor como, sobretudo, do lado das empresas, há ainda muita margem de progressão, dentro e fora das fronteiras nacionais.

Hong Kong perde clientes

A cidade chinesa recebe anualmente milhões de pessoas de todo mundo, que vêm para comprar os melhores e mais variados artigos de moda, joalharia, eletrónica, cosmética e mais. Mas, desde 2018, que Hong Kong parece ter perdido a popularidade e a preferência entre os consumidores.

O que planeia Boris Johnson para o retalho?

O novo primeiro-ministro do Reino Unido promete ajudar «a salvar a high street britânica» da invasão das compras online. Contudo, com a crescente possibilidade de uma saída da União Europeia sem acordo, a indústria da moda do país está a questionar que importância dá realmente Boris Johnson ao retalho.

As marcas mais desejadas

A Lyst revelou a lista das insígnias mais procuradas pelos consumidores no segundo trimestre de 2019. A Gucci está de regresso ao primeiro lugar, seguida pela Off-White e Balenciaga.

Mais vistas