Retalho

Início Notícias Retalho

As tendências para o retalho em 2019

É tempo de mudança no mundo do retalho. As lojas estão a transformar-se, todos os dias surgem novidades tecnológicas e os telemóveis são, cada vez mais, um meio utilizado para fazer compras. A CB Insights delineou as principais tendências que deverão marcar o ano que agora se inicia.

Coletes amarelos mancham Natal francês

O impacto económico dos protestos gerados pelos coletes amarelos em França é cada vez mais evidente e vai além das perdas nas receitas. As especulações feitas no período pré-natalício de que as manifestações custariam aos retalhistas milhões de euros estão a tornar-se reais.

Natal não ameniza instabilidade na Next

As ações da retalhista britânica aumentaram 6%, a 3 de janeiro, depois de reveladas “vendas fortes” registadas no período que antecedeu o Natal, alicerçadas no online. Porém, antecipam-se tempos difíceis para a gigante do Reino Unido, tendo em conta a incerteza do Brexit.

A luta contra as devoluções

Os retalhistas online estão à procura de soluções para diminuir a taxa de devolução. Tamanhos desadequados ou problemas no ajuste das peças levam os consumidores a devolver os artigos, causando insatisfação para os clientes e um grande encargo para quem vende pela internet.

H&M acelera no fim do ano

A retalhista sueca revelou hoje um aumento das vendas de 5% no ano até 30 de novembro, tendo anunciado uma aceleração do crescimento das vendas de 12% no último trimestre. A redução dos preços e das margens estão, contudo, a preocupar os analistas.

Retalho sofre com “coletes amarelos”

As típicas compras da quadra natalícia continuam a sofrer com os protestos que decorrem em França. No último fim-de-semana, lojas encerradas e a ausência de turistas no centro de Paris pintaram, uma vez mais, o cenário da capital francesa, devido aos protestos dos “coletes amarelos”.

As lacunas entre o online e o offline

Estarão as empresas a aproveitar ao máximo as oportunidades do omnicanal? Segundo um novo estudo da BigCommerce, os «comerciantes ainda têm muitas dificuldades em criar uma experiência de compra que vá de encontro ao comportamento evolutivo dos seus consumidores».

O futuro vive num palacete do século XIX

É no nº 193 da Avenida da Liberdade, em Lisboa, que se pode encontrar a nova loja da Massimo Dutti. A marca do grupo Inditex apostou na recuperação de um palacete romântico do século XIX para a nova morada, onde os progressos tecnológicos vivem em harmonia com os elementos de um edifício histórico.

Os 5 tipos de consumidores chineses

Chegou o momento de definir os consumidores chineses segundo o seu tipo de personalidade. Depois de anos em que marcas e marketers dividiam os potenciais clientes da China em categorias demográficas gerais, a Euromonitor International sugere uma nova forma de olhar para os compradores do país asiático.

O que é preciso saber sobre o futuro do retalho

As compras e o comportamento dos consumidores estão a mudar. Pensar em qual foi o último produto que se adquiriu online não obriga a recuar muito atrás no tempo. As compras acontecem cada vez mais no canal digital e para o sector do retalho as implicações são gigantes.

Mais vistas