Retalho

Início Notícias Retalho

Next voltou a cair em 2017

A retalhista britânica não conseguiu travar a queda nas vendas em loja, mas o negócio online está em crescimento.

Inditex continua a quebrar recordes

A gigante espanhola da moda acaba de revelar que, na primeira metade do ano, conquistou aumentos nos lucros e nas receitas, sustentados por um forte desempenho operacional e um crescimento global contínuo, tanto nas lojas online como nas físicas.

A substituição dos skinny jeans

Nos últimos meses, as dificuldades de alguns dos mais conceituados nomes da moda feminina de preço médio tomaram conta das notícias do retalho. As lojas baluartes dos centros comerciais norte-americanos, como a Gap, J. Crew e Urban Outfitters, divulgaram recentemente vendas dececionantes, tal como os grandes armazéns Nordstrom e Macy’s.

O apelo das vendas privadas

Outrora domínio apenas da alta-costura, a criação de relações pessoais com os melhores clientes está a chegar também às marcas de pronto-a-vestir, numa estratégia que inclui apresentações e que permite fidelizar e conseguir margens maiores.

Geração Z menos consumista

Os mais jovens da geração Z estão cada vez mais a gastar menos. Os consumidores preferem produtos alimentares em vez de produtos de moda e beleza, o que pode ser sinónimo de más notícias para o retalho.

Taxas não assustam ITV dos EUA

O crescimento acelerado dos lucros em algumas das maiores empresas de vestuário e de calçado dos EUA está a dar origem a um cenário mais animador para o futuro dos sectores. No entanto, a possibilidade de imposição de mais taxas nas importações da China continua a ser uma nuvem no horizonte.

Tomar o pulso ao vestuário e calçado

A cena athleisure a assumir-se cada vez mais promocional, o retorno dos benefícios da racionalização dos espaços físicos e o tráfego em loja a dar continuidade à sua trajetória de queda à medida que os consumidores apostam cada vez mais no online estão entre as 10 previsões que deverão moldar os sectores do vestuário e do calçado dos EUA em 2016.

Geração Z acelera retalho chinês

A geração Z tem vindo a fomentar novas tendências de consumo na China, com as compras por impulso e a busca pela gratificação instantânea a orientarem os comportamentos de compra dos consumidores mais jovens.

A moda no regresso às aulas

No soar da campainha para a segunda maior temporada de compras do ano, os analistas esperam que o regresso às aulas nos EUA dê o impulso desejado às vendas do retalho de vestuário, motivado pela dupla das tendências – o denim e o athleisure.

Brexit afeta Next

A retalhista britânica Next anunciou vendas do primeiro semestre em linha com as expectativas, mas alertou que os custos de aprovisionamento podem aumentar devido à quebra da libra desde o Brexit.

Mais vistas