Tendências

Início Notícias Tendências

Regresso às aulas

O período de regresso às aulas, como uma etapa definida no calendário dos retalhistas, parece tornar-se uma coisa do passado. As vendas estão, cada vez mais, dissiminadas ao longo do ano e a tendência de obtenção de receitas diretamente associadas à retoma do período escolar está em declínio.

Jovens sustentam luxo

Num cenário de crescimento mundial das vendas de artigos de luxo, que a Bain reviu em alta para os próximos anos, os jovens – dos millennials à chamada Geração Z – são o principal motor de crescimento. Um fator que deverá mudar a estratégia das grandes casas de luxo, tanto nos mercados maduros como na Ásia.

5 alvos do retalho – Parte 1

O panorama do consumo chinês está em transformação, dinamizado pela emergência de novos agentes, tendências e necessidades, que obrigam a uma readaptação e constante flexibilidade do sector, estabelecendo as principais linhas de atuação para 2015.

7 mudanças para 2021

Entre a evolução demográfica e económica do mundo, à adoção da tecnologia e divisão da internet, passando pelas alterações climáticas e pela escassez de recursos, são vários os desafios, mas também oportunidades, que se afiguram para os negócios em 2021.

Casa ganha protagonismo

Com tudo disponível online, tornou-se mais fácil do que nunca responder às necessidades diárias sem sair de casa. Novas tecnologias e serviços a pedido estão a transformar radicalmente a casa, que acumula agora múltiplas funções, do entretenimento ao trabalho e bem-estar.

Preparar a loja do futuro

A conveniência das compras online é cada vez mais aliciante para o consumidor atual. O anúncio recente da gigante Zappos – que passa a garantir a entrega no mesmo dia em que é feita a encomenda em determinadas localizações – voltou a aumentar a pressão junto dos retalhistas físicos.

Marketing explora novos territórios

Da emergência do comércio social à entrada efetiva no terreno da realidade virtual (RV), há novas táticas e técnicas no jogo do retalho em 2016.

Mulher assume lado street

Numa altura em que o streetwear está a assumir um peso maior no guarda-roupa feminino, as direções do WGSN para a primavera-verão 2020 sublinham a importância dos básicos, a casualização do vestuário de trabalho e as mudanças de valores na China.

Unissexo com futuro? – Parte 2

Acompanhando o momento de transformação cultural eminente, a indústria do vestuário começa a interagir de forma distinta com o conceito de género, derrubando as barreiras teóricas e conceptuais clássicas que estipulam o que pertence a um e a outro.

LGBT+ quer mais que o arco-íris

Numa altura em que as empresas se juntam às celebrações do mês do orgulho LGBT+, que se assinala em junho, aumentam as preocupações de que as marcas poderão estar a explorar as preferências sexuais dos cidadãos apenas com o objetivo do lucro.

Mais vistas