Tendências

Início Notícias Tendências

Verdade ou consequência

A experiência de compra está drasticamente diferente. Este período de transformação digital proporciona oportunidades promissoras para o futuro do envolvimento do cliente, mas os retalhistas devem preparar-se para os desafios da mudança.

Luxo vezes três

As vendas online de artigos de luxo deverão triplicar até 2025, uma tendência que se repercute já no dinamismo do retalho. O mercado de luxo na rede representa apenas 6% das vendas do sector, ou seja, 14 mil milhões de euros, mas deverá crescer 18% ao longo da próxima década, para os 70 mil milhões de euros.

O retalho do futuro

Os retalhistas procuram aproximar os seus espaços físicos da versatilidade da prática online, implementando dispositivos tecnológicos que permitem estabelecer a ponte entre as experiências de compra tradicionais e as potencialidades do panorama digital.

Publicidade no limite – Parte 2

O Cannes Lions International Festival of Creativity 2015 voltou a premiar as intervenções mais criativas do sector da comunicação, reconhecendo e traçando, simultaneamente, as tendências mais apelativas e ecoantes junto dos consumidores.

Cores nacionais na Intercolor

A incerteza em relação ao futuro, a redefinição de conceitos e as novas realidades foram a base das propostas portuguesas de cor apresentadas no congresso da Intercolor, a reunião internacional de onde irão sair as tendências que vão colorir a estação quente de 2017.

Publicidade no limite – Parte 1

A mais recente edição do Cannes Lions International Festival of Creativity, que premeia anualmente os profissionais da indústria da comunicação criativa, foi marcada por paradoxos, assentes nas abordagens variadas das campanhas vencedoras.

Desapego material – Parte 2

A valorização da propriedade dá lugar à flexibilidade da troca e do empréstimo, alimentando uma nova tendência que ganha popularidade entre os mais jovens, impulsionados pela conjuntura de incerteza atual.

Desapego material – Parte 1

O materialismo dá lugar a uma nova tendência de partilha, alimentada pelos mais jovens, que privilegiam a flexibilidade da não-propriedade, instigando um novo movimento que promete transformar o sector de retalho tradicional.

À moda antiga

Num momento em que as plataformas digitais reúnem um número crescente de adeptos de compras, os consumidores mais afluentes ainda preferem o método tradicional. Eles querem visitar as lojas, vasculhar as prateleiras e procuram orientação personalizada na escolha do artigo perfeito.

Geração Z – Parte 2

Uma existência de permanente emersão tecnológica criou uma nova geração, que prefere estabilidade laboral a salários avultados, o ativismo às festas e os alimentos frescos ao fast-food, tudo concentrado nas pontas dos dedos, forçando retalhistas e marcas a transformar os processos de atuação.

Mais vistas