Têxtil-Lar

Início Notícias Têxtil-Lar

Verticalidade é trunfo da J. Pereira Fernandes

Começou com os cobertores mas a J. Pereira Fernandes cobre agora não só a produção de artigos para a cama, mas também para a mesa e cozinha, numa estratégia que beneficia da integração vertical da empresa, que abarca todos os processos, do fio à confeção.

A herança da Caxemira

Os distúrbios políticos e a violência são frequentes no vale de Caxemira e montanhas circundantes, mas sob a onda de conflitos, o estado mais setentrional da Índia é rico em história sobre a arte de tecer sozni aí praticada há largas centenas de anos.

O lado rebelde da Alda Têxteis

Seguir as tendências não é suficiente para a Alda Têxteis. Além das fibras naturais que se enquadram na recente onda de sustentabilidade transversal a toda a indústria, a produtora de têxteis-lar voltou à puberdade, com a marca «rebelde» Fat Pig, dirigida a um público mais jovem.

Onde mora a sustentabilidade?

É, por vezes, tentador subestimar a complexidade da sustentabilidade na cadeia de aprovisionamento de vestuário. Porém, ainda que não existam soluções simples, os atores da ITV defendem que podem ser alcançadas melhorias através da transformação social, colaboração e inovação.

Marcas imortais

Cansados de produtos que, em pouco tempo, ficam fora de moda ou se estragam, cada vez mais consumidores procuram produtos com um ciclo de vida mais alargado, dando preferência a designs intemporais, artigos que possam ser reparados e, até, etiquetas digitais que guardam memórias.

Messe Frankfurt adia feiras da casa

Com os números da pandemia a aumentarem por todo o mundo, a organização decidiu parar a atividade entre janeiro e março de 2021 e adiar os principais certames para o segundo trimestre. A Heimtextil terá lugar em paralelo com a Techtextil e a Texprocess, em maio, enquanto a Ambiente fica agora agendada para abril.

Algodão para dar e vender

Apesar da queda significativa da produção mundial de algodão prevista para o período de 2015/2016, correspondida por um aumento do consumo desta fibra, a quantidade de matéria-prima em stock assegura a improbabilidade de situações de escassez.

À porta de casa

São vários os desafios enfrentados pelas marcas e retalhistas de vestuário do Reino Unido na eminência da crescente tendência de aprovisionamento em território britânico, mas existem, também, diversas oportunidades, que poderão fazer deste regresso a casa uma trajetória recompensadora.

Fábrica Alentejana de Lanifícios em novas mãos

A Fábrica Alentejana de Lanifícios mudou de mãos, ganhou modernidade, mas não perdeu a tradição. Fabricaal é a nova marca que quer aproveitar a forte herança das mantas de Reguengos de Monsaraz e introduzir novos produtos e conceitos de decoração.

O algodão não engana?

O governo da Índia será, uma vez mais, obrigado a comprar algodão diretamente aos produtores do país, pelo segundo ano consecutivo, na sequência de uma redução das importações chinesas, o seu principal mercado consumidor, contribuindo para a diminuição dos preços da fibra.