Têxtil

Início Notícias Têxtil

O que é nacional é bom

Desde a passada rentrée, como aliás lhe é habitual, o Portugal Têxtil desvendou muitas novidades, planos e projetos da indústria têxtil e vestuário nacional que, reforçando pilares do passado, nunca deixa de erguer pontes para o futuro. Uma releitura obrigatória impõe para combater o estigma da “silly season” desta estação do ano.

Tintex tem novos desafios

As recém-instaladas linhas de revestimento e mercerização da Tintex estão já a trabalhar a todo o vapor e novos desenvolvimentos de produto não se vão fazer esperar. 

Sector de Valor

Vestuário, têxtil, calçado, vinhos, cortiça e agroalimentar são apenas alguns exemplos de sectores que estão a agregar valor à economia e competitividade de Portugal. Estas indústrias estiveram representadas no passado dia 7 de junho, em Lisboa, na “Conferência Compete 2020 ao lado de quem cria valor”.

Malhas CEF em expansão

A empresa especialista em seamless do Grupo Impetus, a Malhas CEF, está a ampliar o seu parque de máquinas, um dos passos do roteiro de crescimento do gigante têxtil até 2020.

Ribeiro & Verstraete investe na indústria

Com uma história que começou na área comercial, a Têxtil Ribeiro & Verstraete está atualmente a adicionar unidades de produção ao seu negócio. A produtora de meias, que detém a marca Riverst, continua igualmente a investir em produtos de maior valor acrescentado, pensados para segmentos como o vestuário de trabalho.

Gierlings Velpor assenta negócios

O que têm em comum os metropolitanos de Lisboa e Seul? A chave para este enigma está guardada dentro das quatro paredes da produtora de veludos do grupo Amorim, a Gierlings Velpor.

Renascer das cinzas

Tal como a mitológica fénix, os sectores tradicionais do têxtil e calçado retomaram o dinamismo do passado nos últimos anos, num regresso triunfante à ribalta da economia, mas que não deverá ficar por aqui, como testemunharam atores das duas indústrias numa conferência em Guimarães organizada pela Vida Económica.

A reforma da ITV indiana

Os exportadores de vestuário da Índia receberam com um misto de otimismo e fricção a reforma económica e laboral do país, anunciada pelo governo no final de junho, que deverá criar um milhão de postos de trabalho e um aumento de 9,5 mil milhões de dólares (aproximadamente 8,6 mil milhões de euros) nas exportações ao longo dos próximos três anos.

Exportações aceleram em maio

Nos primeiros cinco meses do ano, o comércio internacional de vestuário atingiu 1,28 mil milhões de euros, mantendo a tendência de crescimento que se prolonga desde o início do ano. A categoria de vestuário em malha foi a grande impulsionadora do aumento das exportações do sector.

Gulbena reforça negócio

A Imprimis by Gulbena está a investir no aumento de capacidade, com a aquisição de um terceiro equipamento para alavancar o crescimento no mercado da estamparia digital. A entrada em novos mercados, nomeadamente os países do Norte da Europa, encontra-se igualmente na linha de mira da empresa portuguesa.

Mais vistas