Vestuário

Início Notícias Vestuário

Exportações da ITV abrandam

De janeiro a setembro de 2018, as exportações da ITV cresceram a um ritmo mais lento, com um aumento de 2% face a igual período do ano passado. Tecidos de malha, algodão e vestuário em tecido são os principais responsáveis pelo arrefecimento, com uma redução combinada das vendas de 36 milhões de euros.

Cristina Barros a crescer diariamente

Com uma quota de exportação na ordem dos 80%, a Cristina Barros exporta da Trofa para vários lugares do mundo, da Espanha até à Rússia. Feiras internacionais e showrooms são as maiores apostas numa altura em que a marca «cresce todos os dias em novos mercados».

A «inevitabilidade» do digital

Marketplaces, e-commerce, SEO e keywords foram alguns dos conceitos explorados na sessão de informação Norte Digital, com a colaboração do CENIT e da ANIVEC, que decorreu ontem em Vila Nova de Famalicão. Afinal, o negócio digital é o futuro da indústria têxtil e confeção? Esta foi a questão lançada no debate que fechou a sessão.

Taxas não assustam ITV dos EUA

O crescimento acelerado dos lucros em algumas das maiores empresas de vestuário e de calçado dos EUA está a dar origem a um cenário mais animador para o futuro dos sectores. No entanto, a possibilidade de imposição de mais taxas nas importações da China continua a ser uma nuvem no horizonte.

Ruanjo quer vingar em nome próprio

A marca própria Ruanjo será o grande foco da empresa Maria Anunciação Fonseca da Costa, numa altura em que o private label representa 95% da produção. A exportação continua a ser o grande motor da especialista em confeção, que tem na Holanda o seu principal mercado.

A ITV na economia digital

O impacto da economia digital nas empresas da fileira moda é o foco da próxima sessão de informação do projeto Norte Digital. Agendada para amanhã, 8 de novembro, em Vila Nova de Famalicão, a sessão contará com a presença de representantes da Zippy, da Riopele e da Calvelex.

Samofil descola a todo o vapor

Investimentos de 2,7 milhões de euros em tecnologia de produção e eficiência energética, um plano de feiras internacionais que começa a ser cumprido e o objetivo de aumentar a exportação em 10% ao ano fazem parte do presente da Samofil, que reúne dentro de portas valências desde a tricotagem até à confeção.

Top Trends de olhos postos no milhão de euros

Ao contrário da maioria das empresas, o processo da Top Trends começou pela criação da marca própria em 1991, a MDS - Mad Dragon Seeker. Um fator que representa «uma grande vantagem» para a especialista em vestuário, que quer atingir o milhão de euros de volume de negócios já em 2019.

Sourcing sob alta tensão

Surgiram mais detalhes sobre o desfasamento entre as práticas de compra de marcas de vestuário e retalhistas e as consequências para os fornecedores. A pressão para reduzir custos permanece a culpada por aumentar o risco de rutura e catástrofes ambientais e humanas.

Meia Pata quer caminhar até aos EUA

Criada há três anos, a marca de moda infantil está presente em mais de 150 lojas e regista já um volume de negócios de cerca de 1 milhão de euros. Aumentar a presença nos mercados internacionais é o objetivo, numa altura em que a exportação tem um peso de 40%.

Mais vistas