Vestuário

Início Notícias Vestuário

ANIVEC debate desafios do sector

Crescimento, internacionalização, sucessão e o papel do private equity são os tópicos em debate na sessão, que se realiza amanhã, dia 16 de janeiro. O evento, organizado pelo CENIT e pela ANIVEC em parceria com a APICCAPS e a Vallis, está aberto a todos os players da fileira moda.

Cottonanswer triplica faturação

A empresa de confeção, que tem igualmente serviços de tinturaria, multiplicou o volume de negócios por três em seis anos, passando de 5 milhões para 16 milhões de euros. A Cottonanswer, que exporta a totalidade da produção, conseguiu subir mais de 10% em 2019 e, para 2020, está empenhada em crescer na Europa e nos EUA.

Tetribérica em modo premium verde

A empresa de vestuário para homem e senhora juntou-se ao movimento sustentável, depois de 25 anos a trabalhar com a indústria do fast fashion. Autoapelidando-se de “grupo verde”, a Tetribérica tem vindo a investir no algodão orgânico e no poliéster reciclado para ingressar no mercado premium.

Calvelex valoriza know-how

Concentrada na produção de vestuário formal para senhora, a empresa quer continuar a apostar nas valências industriais e competências dos seus cerca de 700 trabalhadores, enaltecendo o conceito de alfaiataria. Ao mesmo tempo procura desenvolver marcas próprias e investir em energia solar.

Trabalho forçado à luz da ribalta

A descoberta de alegadas práticas de trabalho forçado em Xinjiang, na China, despertou a atenção da indústria têxtil e vestuário, que encara a região como uma grande fonte de aprovisionamento de algodão. As empresas menos vigilantes enfrentam riscos de deterioração da sua imagem e possíveis processos criminais.

CPM mais abrangente em 2020

A 34.ª edição da CPM – Collection Première Moscow vai receber 1.300 marcas de cerca de 30 países. A feira, que promete desvendar as tendências para a estação fria, tem como grande novidade para fevereiro de 2020 a introdução de activewear no CPM Body & Beach.

Unifardas gera resultados

A reorganização da estrutura da Unifardas com foco na internacionalização já está a dar resultados, com um crescimento de 12% no mês de novembro. A produtora de vestuário profissional quer aumentar a capacidade produtiva e alargar as suas infraestruturas para modernizar e inovar na resposta ao cliente.

França brilha nas exportações portuguesas

No top 10 dos principais destinos de exportação da indústria têxtil e vestuário portuguesa entre janeiro e outubro, França é o país europeu que mais se destaca, com um aumento superior a 14,5 milhões de euros, num cenário onde apenas EUA e Países Baixos apresentam igualmente números positivos.

Rita Noro cria arte têxtil

Já várias empresas abraçaram a sustentabilidade e investiram em novas tecnologias e sistemas para reduzir o desperdício. Rita Noro junta-se à tendência sob o conceito do upcycling. Recolhendo resíduos têxteis e peças já usadas, a criadora dá vida a artigos de vestuário únicos, numa guerra declarada ao fast fashion.

Polopique investe desde a fibra

Jogando com o seu grande trunfo – a verticalidade –, a empresa está a realizar novos investimentos que vão até à fibra. Além da já anunciada fiação de 100% linho, a Polopique criou uma joint-venture para a plantação de algodão orgânico.

Mais vistas