Vestuário

Início Notícias Vestuário

Gap de pedra e cal

O gigante americano do retalho Gap Inc mostra-se otimista face às perspetivas de crescimento de longo-prazo na China, apesar da deflação da moeda deste país, assegurando estar no caminho certo com a sua reestruturação estratégica.

H&M aposta na reciclagem

A Hennes & Mauritz, a segunda maior retalhista de moda do mundo, está a promover a reciclagem, numa iniciativa que se destina a reduzir o seu impacto ambiental, impulsionar as credenciais éticas e adereçar a iminente escassez de matérias-primas.

G-Star desafia os limites

A G-Star Raw prospera sob a égide de um design inovador, de novas técnicas de lavagem e de tingimento, assim como de uma forte política de sustentabilidade, presente em todos os seus produtos e processos nos últimos 26 anos.  

Os titãs da moda – Parte 2

A Zara emerge como um baluarte da fast-fashion mundial, testemunhando um crescimento notável em território americano, devido à sua estrutura de cadeia de aprovisionamento e estratégia de merchandising inovadora, que contrasta com os demais retalhistas de moda tradicionais.

VF de olhos postos em África

O gigante do vestuário VF Corporation confirmou o seu interesse pelo continente africano como um destino de sourcing, num momento em que continua a investir na criação de um portefólio equilibrado de países, junto dos quais pode fabricar os seus produtos.

Os titãs da moda – Parte 1

A introdução e estabelecimento da Uniqlo no mercado de retalho americano marcou um ponto de viragem para a marca japonesa, cujo percurso ascendente assenta numa filosofia interna pautada pela consistência e foco na inovação e na sustentabilidade.

Jeans mais verdes

A Levi’s está a apostar forte na sustentabilidade, promovendo a reutilização de peças de vestuário em fim de ciclo de vida, reaproveitando-as para fabrico de artigos novos, assim como outros materiais.

Made in America

Os produtos “made in America” estão a crescer em popularidade no seu mercado interno, amplamente exaltados pelos meios de comunicação nacionais, porém os números relatam uma realidade distinta.

Abrir caminho aos wearables

Borre Akkersdijk está a mudar o mundo dos wearables. Nos últimos anos, criou vários protótipos que reinventam o vestuário, incorporando routers wi-fi, purificadores de ar e “leitores” de sentimentos. Dependendo de onde as suas peças são mostradas, as funções mudam para resolver problemas locais.

Chamamento cantonês

Foi português durante 400 anos e por lá moram apelidos, letreiros e toponímia que lembram o país à beira-mar plantado. Agora, Macau chama por investimento no retalho e as lojas mais luxuosas abrem portas para ruas que se querem polidas pelo calcorrear dos endinheirados. Mas, quem o ouve?

Mais vistas