Vestuário

Início Notícias Vestuário

Os riscos do “Made in China”

Desde o vestuário e calçado aos brinquedos e aparelhos elétricos, um fiscalizador para a segurança europeia advertiu para a venda de um número crescente de produtos perigosos, na sua maioria provenientes da China.

H&M mais transparente

Os últimos esforços de sustentabilidade da retalhista sueca de moda envolvem a inclusão de fornecedores de fios e tecidos na lista publicamente divulgada pela marca, e mecanismos suplementares na promoção de salários dignos, apesar das críticas feitas ao progresso da H&M na implementação de novas medidas.

Reinventar o passado

A maior loja de artigos infantis da União Soviética reabriu para uma nova geração de crianças, depois de uma remodelação maciça e controversa, incorporando um renovado conceito de patriotismo e grandeza nos espaços e detalhes.

Walmart redefine objetivos

O gigante do retalho americano divulgou alguns dos planos destinados a estimular as vendas e a aumentar a quota de mercado, incluindo preços mais competitivos, maior variedade e um aprovisionamento sistemático, demonstrando-se recetivo à instalação da Primark em solo americano no final de 2015.

As leis do denim – Parte 2

Os novos conceitos de exposição do produto e valorização da experiência em loja alcançam as marcas de vestuário denim, que veem, nesta nova forma de conceber o retalho, um meio de enaltecer o produto e superar a tradicional prática de compra, complementando a sua oferta com serviços inovadores.

As leis do denim – Parte 1

Como uma das principais tendências da nova temporada, os retalhistas de vestuário em denim investem em serviços que ultrapassam a mera finalidade comercial das suas lojas, oferecendo experiências complementares e um ambiente diversificado.

Japão fora do mapa

As ambições de globalização da marca britânica Topshop sofreram um revés em território nipónico, com o encerramento das suas cinco lojas locais no início deste ano. Os motivos são agora analisados por Magdalena Kondej, responsável de pesquisa sobre vestuário e calçado do Euromonitor International.

M&S quebra tradição

O declínio da histórica cadeia de grandes armazéns britânicos é frequentemente atribuído às coleções pouco inventivas e espaços monótonos da retalhista de moda. Mas a renovação da Marks & Spencer poderá estar nos sectores de negócio alheios aos olhos do consumidor.

Moda jovem em risco

Os retalhistas de vestuário jovem enfrentam as consequências do decrescente tráfego em loja e quebra das vendas, traduzindo-se pelo encerramento de lojas e alteração das estratégias aplicadas, numa tentativa de cativar novamente os clientes.

Saúde e riqueza – Parte 2

São cada vez mais os produtos e serviços que procuram conjugar um estilo de vida saudável e práticas exclusivas, atraindo consumidores que privilegiam uma experiência de bem-estar à mera aquisição de um produto de luxo.

Mais vistas