Vestuário

Início Notícias Vestuário

Zara na linha de fogo

Depois da recente polémica que envolveu um advogado da divisão americana da Zara, acusado de discriminação religiosa e sexual, a cadeia de moda é agora acusada de segregação racial dentro e fora de portas. Umas acusações que a divisão da retalhista espanhola nos EUA refuta com veemência.

H&M sente o peso do dólar

A Hennes & Mauritz, a segunda maior retalhista de moda do mundo, alertou para um impacto «muito negativo» do aumento dos custos, devido à valorização do dólar, que também afetou os lucros do segundo trimestre da empresa sueca.

Retalho bane bandeira

O gigante do comércio eletrónico chinês uniu-se aos retalhistas americanos Google, Amazon e eBay na remoção de merchandising alusivo à bandeira confederada, no seguimento do tiroteio em massa, motivado por questões raciais, que teve lugar numa igreja histórica da Carolina do Sul.

Li & Fung lidera investida

O gigante Li & Fung criou uma joint-venture em parceira com as retalhistas chinesas Bailian Group e Wangfujing, apostando no desenvolvimento das marcas de vestuário próprias e potencialização da cadeia de aprovisionamento global.

Jovens estrelas marcam pontos

Novos talentos em desportos como o golfe e o basquetebol estão a trazer mais notoriedade e negócio para a Under Armour. A marca americana, que é já a segunda mais vendida nos EUA, está a investir em futuras estrelas em diferentes áreas, que vão do mainstream, como o futebol, ao nicho do ballet.

Gap em cura de emagrecimento

O gigante americano do retalho de vestuário tomou medidas drásticas para reverter o desempenho dececionante da sua marca epónima, anunciando o encerramento de 175 lojas na América do Norte e a eliminação de 250 postos de trabalho.

O diabo veste Zara

Chegou, viu e venceu. A Zara conquistou a China e supera agora as casas de luxo internacionais, que detinham anteriormente o baluarte da preferência dos consumidores chineses.

Consumo sem moderação

A H&M registou um crescimento de vendas superior ao esperado durante o mês de maio. As vendas do gigante sueco, que tem no mercado europeu o seu principal foco de atividade, subiram 10% em moeda local, superando a previsão de 8% inicialmente apontada pelos analistas.

Inditex supera expectativas

A maior retalhista de vestuário do mundo ultrapassou as previsões de lucro estimadas para o trimestre fiscal, impulsionada pela recuperação da economia europeia e pela fragilidade da moeda comunitária.

Vestuário de vento em popa

Nos primeiros quatro meses de 2015, as exportações portuguesas de vestuário e confeção registaram um incremento de 3,14%, para um valor ainda mais próximo dos mil milhões de euros. Números que confirmam o otimismo do sector e parecem abrir o caminho para mais um ano de crescimento.

Mais vistas