Início Notícias Têxtil

Cávado, o Vale da Malha

Nas margens do rio Cávado floresceu uma indústria completa dedicada à malha, da tricotagem ao enobrecimento e confeção, que reúne um know-how ímpar dentro de portas e está a afirmar-se internacionalmente. Impetus, Diastêxtil, Iris, NGS Malhas, GBTX e Cordeiro, Campos & C.ª são seis (bons) exemplos deste know-how.

Desde a Barcelense, fundada pelo empreendedor João Duarte, que a indústria malheira ganhou força na região do Cávado, em especial em Barcelos, com inúmeras empresas a instalar-se e a usarem o conhecimento dos trabalhadores e o cluster que se criou para prosperarem dentro e fora das fronteiras nacionais.

Na edição de setembro do Jornal Têxtil, fazemos o retrato da região através de seis empresas diferentes e com modelos de negócio díspares. Alberto Figueiredo, presidente do grupo Impetus, e Conceição Dias, administradora do grupo Diastêxtil, revelam, em entrevista, o percurso, as oportunidades e as dificuldades de estar no vale do Cávado. A imagem fica completa com a perspetiva da Iris – o projeto conjunto de tinturaria da NGS Malhas e da Gabritex –, da NGS Malhas, da GBTX e da Cordeiro, Campos & Ca.

Num outro vale, o do Ave, é tempo de celebração na Riopele, que comemora 90 anos. Mas a empresa liderada há 10 anos por José Alexandre Oliveira está, cima de tudo, a olhar para o futuro, com a aposta em I&D e investimentos na modernização constante do parque industrial, como afirma, em entrevista o presidente, e único acionista da empresa.

Conheça ainda os detalhes do fio que abriu as portas da Première Vision à JF Almeida, que está a internacionalizar o seu negócio de fiação, a nova unidade da TMG Automotive em Vila Nova de Famalicão, as adições ao portefólio da Endutex, os planos de crescimento da Foot by Foot, os mais recentes trunfos da Cordex para se diferenciar, as investidas da Blank Home – a marca da Mundotêxtil – na Ásia, o novo distribuidor da Lasa na China, as tecnologias da Fiorima que prometem cativar os designers de peúgas, os esforços de internacionalização da Miguesana, os serviços de excelência da AAC Têxteis e a diversificação de mercados da Cristina Barros.

Antecipamos ainda o que pode encontrar no salão Apparel Sourcing Paris e revelamos os números da conjuntura, que mostram que as exportações continuam a subir, tal como os envios para o mercado italiano, onde as empresas portuguesas têm reforçado a sua posição.

Espreite ainda o suplemento Certificar para Ganhar, no qual a SGS, a Consulgés, a Tratave e a Foster Consulting apresentam os seus serviços.

Se ainda não é assinante, aproveite o regresso ao trabalho para fazer a sua subscrição (aqui) e garantir que está a par das notícias que interessam ao seu negócio.