Início Notícias Vestuário

CENIT e ANIVEC premeiam excelência industrial

Pelo segundo ano consecutivo, as duas associações vão galardoar as empresas da indústria de vestuário nacional que se evidenciaram em diferentes áreas do negócio. A entrega dos Prémios de Excelência Empresarial terá lugar na quarta-feira, dia 19 de dezembro, num evento que inclui também a final do concurso internacional de jovens designers europeus.

Luís Guimarães (Polopique) e Eduarda Abbondanza

Agendada para a Alfândega do Porto, a edição de 2018 dos Prémios de Excelência Empresarial irá distinguir as empresas da indústria de vestuário em oito categorias: inovação, eficiência energética, economia circular, indústria 4.0, comércio digital, crescimento do volume de negócios, crescimento no investimento e crescimento no valor de exportação.

A seleção inicial dos candidatos a estas diferentes categorias contou com o parecer técnico de diferentes entidades: nas primeiras quatro categorias, o CITEVE foi o responsável pela análise inicial, enquanto na categoria de comércio digital, a seleção ficou a cargo da ACEPI/Norte Digital.

Raquel Strada, Luís Onofre, Eduarda Abbondanza, Matilde Vasconcelos (Trotinete), César Araújo e Manuel Lopes Teixeira

O vencedor de cada uma destas primeiras cinco categorias – inovação, eficiência energética, economia circular, indústria 4.0 e comércio digital – será agora definido pela votação de um júri pluridisciplinar, que conta com César Araújo, presidente da ANIVEC, Eduarda Abbondanza, presidente da ModaLisboa, Luís Figueiredo, vice-presidente da ANIVEC, António Braz Costa, diretor-geral do Citeve, José Manuel Castro, presidente do Modatex, Fernando Ferreira, diretor do Centro de Ciências e Tecnologia Têxtil (2C2T) da Universidade do Minho, Manuel Lopes Teixeira, presidente do CENIT, e Filipa Marques, coordenadora do Jornal Têxtil/Portugal Têxtil.

Já nas restantes três categorias – crescimento do volume de negócios, crescimento no investimento e crescimento no valor de exportações –, o vencedor foi apurado com base nos dados da Informa D&B.

«Estes Prémios de Excelência Empresarial pretendem destacar o mérito das empresas e dos empresários nas diversas áreas de atividade. O objetivo é reconhecer, e dar a conhecer, as melhores práticas, que podem eventualmente servir de exemplo a outros negócios», explica Manuel Lopes Teixeira.

No dia 19 de dezembro, além dos Prémios de Excelência Internacional, decorre ainda a final do concurso de jovens criadores de moda europeus, que conta com 29 promessas do design de vestuário e calçado em competição, provenientes da Portugal, Espanha, França, Itália, Alemanha e Reino Unido.

Os vencedores de 2017

Esta é a segunda edição dos Prémios de Excelência Empresarial, que no ano passado distinguiram empresas como o grupo Polopique, vencedor na categoria de maior volume de investimento, e marcas como o Salsa, que ganhou o prémio na categoria de produto moda.

Loja de Luís Buchinho

A Confetil foi premiada na categoria de maior crescimento do volume de exportações, a Pocargil venceu na categoria de maior crescimento no volume de negócios e a Petratex na inovação tecnológica. Já a Trotinete foi reconhecida na categoria de sustentabilidade e a Impetus foi distinguida na área de responsabilidade social. A Ginetex recebeu um galardão na categoria parceria internacional, a La Paz ganhou na categoria de marca e Luís Buchinho venceu o prémio na categoria de designer, um reconhecimento «inesperado» que o designer fez questão de destacar na sua loja na rua Sá da Bandeira, no Porto.