Início Notícias Marcas

CES 2019 repleta de novidades

A maior e mais influente feira de tecnologia, a CES, ocupou quase 3 milhões de metros quadrados em Las Vegas, espalhados pelo centro de convenções da cidade americana e vários hotéis, para apresentar as mais recentes novidades tecnológicas, em áreas que vão do desporto à beleza.

Depois de 2017 ter sido dominado pela Alexa, da Amazon, e 2018 pelo Google Assistant, em 2019 a voz ainda foi a tendência dominante na edição deste ano da CES – Consumer Electronics Show, mas o conceito de interoperabilidade também ganhou força, com as marcas a dividirem as suas apostas entre dispositivos de voz com inteligência artificial e plataformas de serviço. Outras tecnologias, desde automóveis autónomos a robots e dispositivos de Internet das Coisas, tiveram evoluções e upgrades consideráveis para 2019.

A chegada do 5G

A conectividade wireless 5G está a chegar ao mercado, embora muitos comentadores não esperem grandes lançamentos antes de 2020.

Enquanto os smartphones com 3G e 4G aceleraram as compras e o streaming online, o 5G deverá alimentar a Internet das Coisas, tanto em casa como nas infraestruturas citadinas, assim como para os jogos, a realidade aumentada e a realidade virtual.

De acordo com o WGSN, mais de 30 smartphones com 5G deverão ser lançados este ano, a partir do segundo trimestre, incluindo o Samsung Galaxy S10, que foi apresentado há poucos dias.

A Verizon anunciou parcerias com o The New York Times para lançar um laboratório de jornalismo 5G e a Disney está a desenvolver entretenimento alimentado por 5G.

Interoperabilidade entre dispositivos

A integração de interfaces de voz dominou a CES, com o Google Assistant disponível agora num total de mil milhões de dispositivos (incluindo smartphones Android) e a Amazon Alexa em 100 milhões.

Google

Uma nova gama de cozinha da LG inclui fornos conectados que se integram com a entrega de comida e plataformas de receitas como a Drop, a Innit e a Sidechef, coordenando os tempos de cozedura automaticamente.

Mesmo a Apple, conhecida pelos seus ecossistemas fechados, está a abraçar a interoperabilidade. O iTunes vai agora estar disponível em televisões Samsung e o AirPlay 2 estará em televisões da Samsung, Vizio e LG.

Transporte com emoção

Os desenvolvimentos na condução autónoma evoluíram do foco funcional, como a demonstração da Lidar, para experiências e designs mais emocionais.

Kia

A sistema READ (sigla em inglês de condução adaptativa à emoção em tempo real) da Kia analisa o estado emocional do condutor através da utilização de dados biométricos, como a expressão facial e o ritmo cardíaco, ajustando o ambiente em resposta.

A Emotion Estimation Technology da Aisin interpreta expressões faciais como tipos de personalidade, enquanto a Samsung e a Panasonic usam análise facial para medir os níveis de relaxamento e segurança do condutor.

O Mercedes-Benz CLA Coupé inclui um assistente digital, que pode ler e responder os movimentos do condutor, e tem uma ferramenta chamada Energizing Coach que pode fazer recomendações de fitness.

Mobilidade individual

Os automóveis ainda dominaram os espaços dedicados ao transporte no CES, mas a edição de 2019 contou também com helicópteros, bicicletas elétricas e outras soluções de mobilidade individuais.

A Bell mostrou o Air-Taxi, um helicóptero que vai fazer uma parceria com a Uber Air em meados da década de 2020 para oferecer voos urbanos a pedido, que inclui ainda wi-fi e a possibilidade de fazer chamadas vídeo.

Electrafly

O “veículo voador pessoal” da Electrafly parece ainda mais saído de ficção científica, com quatro propulsores que permitem ao utilizador levantar e aterrar na vertical.

O skate elétrico com inteligência artificial da Spectra, feito com fibra de carbono e com controlo de postura 3D, é descrito como o mais inteligente do género, enquanto a bicicleta elétrica da francesa Coleen destacou-se pelo design vintage, além da autonomia para 100 quilómetros e uma ignição ativada por smartphone.

Robôs em todo o lado

As grandes marcas de tecnologia estão a investir em robôs para serem usados em casa, no retalho e na hotelaria. A nova gama Bot da Samsung é alimentada pela sua assistente com inteligência artificial Bixby. A série inclui a Bot Care, para cuidados pessoais de saúde diários, a Bot Air para a purificação de ar, a Bot Retail para compras guiadas, e a Gems para treino de postura e reforço muscular.

Já a LG desenvolveu o conceito de robô CLOi GuideBot, que tem aplicações no retalho, na hospitalidade e em viagens.

O robô Path (uma sigla que, traduzida do inglês, significa prever ações dos humanos) é capaz de navegar por espaços públicos sem atrapalhar os humanos.

Na CES esteve ainda o Shop Pal, um robô para auxiliar nas compras que é capaz de seguir o utilizador e carregar os artigos adquiridos.

Beleza otimizada

As principais inovações tecnológicas na área da beleza estão direcionadas para os consumidores que desejam tratamentos personalizados e o acompanhamento na área da saúde.

A P&G Ventures lançou o Opté, um sistema de cuidados de pele de precisão feito com um dispositivo e um sérum. O dispositivo tira uma fotografia e analisa a pele, depois liberta um sérum especializado diretamente na pele, focando-se nas áreas do rosto que necessitam de cobertura.

Neutrogena

O wearable My Skin Track pH da L’Oréal mede os níveis de pH, que afeta condições de pele como o eczema. O sensor consegue fazer uma leitura do pH em apenas 15 minutos a partir de uma amostra de suor.

A app Mask ID da Neutrogena imprime em 3D máscaras faciais para utilizadores com base nas condições da pele, enquanto a SK-II mostrou um teste de envelhecimento da pele que é capaz de medir fatores de envelhecimento como os danos provocados pelo sol.

Desporto mais competitivo

As tecnologias para o fitness estão a tornar-se mais especializadas à medida que o mercado amadurece, levando a inovações e tecnologias específicas em áreas como o ciclismo, boxe, hóquei e ski.

B’Safe

Sacos de areia conectados e ecrãs responsivos permitem que os boxeurs e os jogadores de hóquei e de basquetebol aprimorem as suas técnicas em realidade virtual e em ambientes digitais responsivos.

A luz de travão inteligente da Cosmo pode alertar familiares em caso de acidente, enquanto o colete B’Safe transforma-se em airbag para ciclistas.

A pulseira Pulse HR da Withings consegue recolher dados sobre a prática de mais de 30 desportos, tornando os wearables mais úteis para os especialistas.

Já o colete I-Thermic é uma camada intermédia em malha com aquecimento inteligente que dá aos esquiadores controlo digital absoluto sobre o seu microclima.

Jogos imersivos

Teslasuit

Com os jogos a tornarem-se uma realidade transversal, e com a eSports a ser cada vez mais lucrativa, as marcas de tecnologia estão a dar mais espaço a produtos específicos para jogos, como computadores e monitores, mas também vestuário.

A Asus e a Razer mostraram monitores finos e leves que combinam o elevado poder de processamento necessário para os jogos com uma estética elegante. Já a TP-Link deu a conhecer o router de jogos mais rápido do mundo, que aumenta a velocidade do wi-fi para 11.000 Mbps e venceu um dos prémios CES 2019 Innovation Award.

Os acessórios estão igualmente a tornar-se mais avançados. O novo 3D Rudder para a realidade virtual da Playstation permite que os utilizadores naveguem com os pés, deixando as mãos livres para outros comandos, enquanto o Teslasuit acrescenta impacto completo no corpo e uma resposta háptica às experiências de jogo.