Início Notícias Moda

Chic supera expectativas

De 15 a 17 de julho realizou-se o primeiro evento físico da Chic depois do início da pandemia. O regresso ao formato habitual do salão internacional de moda «superou as expectativas» e confirmou a importância das reuniões físicas para ajudar o sector e a economia, que já mostrou sinais de melhoria na China.

[©Chic]

De 22 a 24 de abril, a Chic realizou-se pela primeira vez online graças à situação sem precedentes que impediu a concretização do evento que, neste formato, contou com a presença de quase 158 mil visitantes e 1.350 expositores. Agora de volta ao Shenzhen World Exhibition & Convention Center, onde teve a companhia da Yarn Expo e da Intertextile Shenzhen Apparel Fabrics, a mais recente edição do certame de moda marcou o regresso ao formato físico da feira, onde 42.374 visitantes tiveram a oportunidade de ver as coleções de mais de duas mil empresas na Greater Bay Area International Textile and Apparel Expo durante três dias, de 15 a 17 de julho.

A sustentabilidade, o design criativo e a construção de cadeias de aprovisionamento foram os fatores principais que estiveram no centro da edição física da Chic, na qual os expositores ficam «agradavelmente surpreendidos» com a afluência de visitantes e as oportunidades de negócio.

«A Chic Shenzhen superou as nossas expectativas, especialmente nas condições difíceis de preparação e organização da feira. Estamos muito felizes de termos conseguido receber duas vezes mais o número de visitantes que prevíamos na Chic. Os nossos compradores vieram mesmo da Suíça, EUA, Alemanha, Itália, Reino Unido e Rússia. Ao enviar os representantes que já estão alocados na China, conseguiram manter as negociações, apesar das atuais restrições nas viagens», refere Chen Dapeng, presidente da Chic e da Associação Nacional da China de Vestuário.

Online como complemento

O online passou a fazer parte da edição física da feira através da Chic Online applet, que permitiu que os visitantes que não puderam comparecer na feira devido às restrições nas viagens pudessem ter acesso às coleções dos expositores. Esta iniciativa foi usada «intensamente», com mais de 180 mil cliques e 14 mil pedidos de contactos registados.

«Os participantes do mercado confirmaram com unanimidade a importância do encontro nesta plataforma para retomar os negócios. A necessidade das reuniões pessoais é grande e os eventos por correspondência foram muito procurados, assim como os workshops, que foram altamente frequentados. O desenvolvimento do mercado é positivo, a procura do consumidor está a aumentar e as coisas estão a subir novamente. Estamos confiantes nos próximos eventos da Chic e no desenvolvimento do mercado», conclui Chen Dapeng.

[©Chic]

A economia da China está a normalizar, com um crescimento médio de 1,5% registado em junho, um aumento que leva os especialistas a acreditarem que é possível um aumento percentual de 3% no segundo trimestre do ano. «A procura do consumidor está a aumentar, a produção industrial e o sector de serviços estão a ganhar força de novo», sustenta a organização do salão de moda internacional em comunicado.