Início Arquivo

China vai limitar algumas exportações de têxteis

Responsáveis governamentais chineses referiram que vão aplicar uma taxa sobre as suas exportações de têxteis e diminuir o investimento na sua indústria interna, com o objectivo de responder aos receios de diversos parceiros comerciais, que temem a invasão dos seus mercados por produtos têxteis de baixo custo, após a eliminação das quotas têxteis a partir de 2005. Este anúncio surge após a promessa de contenção, feito por parte de Pequim (vernotícia no PT), em sequência da cimeira anual entre a UE e a China.

Entre os blocos que afirmaram os seus receios, encontram-se diversos países em vias de desenvolvimento, a União Europeia (vernotícia no PT) e os EUA (vernotícia no PT), que temem a desregulamentação do comércio após a conclusão de 40 anos de quotas de importação.

De acordo com as declarações do porta-voz do ministério do Comércio chinês, Chong Quan, a China vai impor uma taxa de exportação em determinados artigos têxteis de baixo valor, no entanto ainda não foram divulgados os artigos que vão estar sujeitos a esta taxa, nem a partir de que data será aplicada.

O anúncio referiu que as taxas vão ser calculadas com base na quantidade das exportações, em vez do valor dos artigos, de forma a fomentar os produtos com maior valor acrescentado.