Início Notícias Tendências

Chineses ignoram estereótipos de género

Os consumidores digitais do país asiático estão cada vez mais alheios às questões de género no que toca às preferências de moda, segundo um novo relatório da plataforma de comércio eletrónico Taobao.

Clot

Na China, muitas das compras de vestuário acontecem online, nomeadamente através da plataforma Taobao. Pertencente ao grupo Alibaba, trata-se do maior marketplace do país, que, em 2018, registava 636 milhões de utilizadores ativos. Num novo relatório, analisado pela Quartz, a Taobao revela quais as principais tendências dos consumidores digitais da China, que deverá superar os EUA como maior mercado de moda ainda este ano. Os resultados foram originalmente publicados na rede social chinesa Weibo, de acordo com o South China Morning Post.

Entre as principais tendências está o aumento do número de consumidores que ignoram estereótipos de género em relação ao que cada um deve vestir. «Segundo dados da Taobao, as consumidoras chinesas preferem artigos de moda mais neutros e até masculinos, enquanto os consumidores do género masculino se estão a tornar mais sofisticados, em torno da neutralidade de género e peças de streetwear», pode ler-se numa nota do relatório.

Liu Wen

De acordo com a Taobao, os fatos são uma das principais preferências das consumidoras do sexo feminino. Muitas pesquisam, em particular, por blazer oversize. Para já, este ano, até 14 de março, as pesquisas por blazer oversize aumentaram 317%, enquanto o número de compras deste tipo de artigos cresceu 139%.

O interesse parece estar, pelo menos em parte, ligado à influência de celebridades chinesas. A plataforma aponta que a pesquisa pelo termo “blazer” estava frequentemente associado ao nome de uma atriz ou cantora, como Yang Mi ou Yao Chen. A Taobao também prevê que, dentro de 10 anos, a «típica consumidora chinesa terá, pelo menos, um blazer», excedendo a média do género masculino.

Entre homens, até 14 de março, as pesquisas por vestuário com renda e transparente cresceu 119% e 107%, respetivamente. A procura por streetwear surge logo em seguida, com um crescimento de 105%.

A streetwear tem registado uma grande procura, impulsionada pela popularidade do hip-hop. «A streetwear é a próxima grande tendência na China», afirmou Edison Chen, criador da marca de streetwear Clot, numa entrevista no ano passado.

Yang Mi

Note-se que os dados da Taobao assinalam, em especial, o crescimento de algumas tendências, em vez do volume total de pesquisas. Se o número de pesquisas por um termo for inicialmente baixo, é mais fácil que registe um crescimento mais elevado.

Contudo, os dados revelam um número crescente de compradores de moda corajosos e influenciados pela cultura pop.

«Os consumidores jovens parecem estar cada vez mais parecidos com os seus homólogos ocidentais do que com os seus pais», aponta Juanjuan Wang, autora e professora da Universidade de Minnesota, à Jing Daily. «Os gostos de cada um, em vez do estatuto social, tornaram-se elementos que definem o estilo pessoal», explica.