Início Arquivo

Cintura em alta

Para todos aqueles que guardaram religiosamente as roupas dos anos 80, a boa notícia é que a moda é realmente cíclica e os cintos, as saias lápis e as calças de cintura subida estão novamente nas montras das lojas de vestuário mais conceituadas, em modelos extremamente sensuais e que evidenciam o corpo feminino e as suas curvas. Porém, este estilo de roupa, tão em voga nesta estação fria, e os modelos em causa não ficam bem a qualquer pessoa. Por isso mesmo todo, o cuidado é pouco e o segredo passa por procurar adaptar a moda ao seu corpo e às suas preferências pessoais, numa proporção correcta, capaz de evidenciar as mais-valias ou esconder esta ou aquela imperfeição. Sendo assim, aqui vão alguns conselhos para os interessados em aderir ao novo “must-have” deste Outono:

  • Se tiver ancas largas, tem de ter um cuidado especial com o uso deste género de vestuário ou acessório. Isto porque aquilo que se pretende é precisamente não marcar em demasia essa zona do seu corpo, chamando a atenção para outras zonas. Por esse motivo, é preferível optar por cinturas bastante altas, quase até à altura do peito, em modelos de saias ou vestidos fluidos de corte império, que não sejam tão justos na zona da cintura.
  • Se o seu problema for, por exemplo, a barriga saliente, opte também por vestidos e saias de corte largo, com cintura pelo umbigo, de modo a disfarçar os quilos indesejados. De igual forma pode complementar o seu look com blusas mais largas que moldam na perfeição a sua silhueta, deixando-a muito mais elegante.

Mas esta tendência apresenta também vantagens, que devem ser aproveitadas por todas as mulheres que o possam fazer, de forma harmoniosa e elegante.

  • Portanto, se tiver um tronco longo e pernas curtas, pode e deve usar e abusar das cinturas altas, porque estas darão a ideia de alongamento.
  • Por outro lado, se o seu problema é falta de curvas, aproveite e tire benefício deste estilo de roupa, isto porque uma saia com cintura subida, que seja fluida na zona das ancas, ajudará a definir as suas curvas e consequentemente a zona da cintura.
  • Se, por outro lado, o problema é ter pouco peito, os cintos extra-largos ajudarão a evidenciar esta parte do seu corpo. As tonalidades usadas nos cintos também são de extrema importância, isto porque se um cinto for escuro, emagrece; se for claro, acaba por realçar as ancas.

Num Inverno, onde as texturas de animais também estão em voga, o ideal será usa-las nos cintos, dando assim a qualquer indumentária um toque moderno, sem o risco de ficar demasiado exagerado. Uns jeans, uma camisa ou uma túnica branca acompanhada de um cinto estampado é provavelmente uma boa opção para se diferenciar com muito glamour. Ou pode optar pelo contrário. De igual forma os cintos dourados ou prateados são boas opções para uma noite repleta de charme. Em atenção deve igualmente ter a largura do cinto. Os extra-largos mais uma vez evidenciam as curvas do corpo e devem ser usados por pessoas mais magras e com pouco peito, enquanto que os cintos mais finos são perfeitos para mulheres mais fortes, tornando-as extremamente elegantes. A moda está aí e a quadra natalícia é das mais convidativas ao consumo, mas saiba adaptá-la a si e ao seu guarda-roupa.