Início Arquivo

Cisco Systems causa rombo na Nova Economia

Os principais mercados financeiros internacionais sucumbiram aos maus resultados apresentados ontem pela Cisco Systems, um dos maiores fornecedores mundiais de equipamentos informáticos e um dos mais importantes pilares do Nasdaq, refere o Diário Económico. Pela primeira vez, a Cisco Systems registou ontem uma forte quebra nos gastos com equipamentos nas telecomunicações nos EUA fechando assim num tom globalmente negro, fruto da venda em massa de títulos das TMT (tecnologia, media e telecomunicações). De acordo com os analistas americanos, o modo como o grupo reagiu a esta quebra poderá ter inspirado pouca confiança nos investidores. Longe de prometer uma rápida recuperação, a Cisco Systems anunciou que a retoma do grupo não deverá acontecer antes do próximo ano, dada a falta de visibilidade do mercado. Também as empresas Jupiter, Nortel Networks e Lucent Technologies se ressentiram da vaga de pessimismo que assolou o Nasdaq. A depressão causou ainda estragos no índice sectorial de semicondutores da praça de Filadélfia, que a meio da tarde perdia 2.19%. A pesar sobre o Dow Jones estiveram os gigantes Microsoft, Intel e IBM. A Europa não ficou imune aos recuos do mercado americano, tendo ainda por resolver graves “problemas internos” em duas empresas : na holandesa Versatel e na britânica Spirent. Na primeira, os rumores sobre uma possível falência fizeram a empresa descer 18%, na segunda o deslize foi de 1.9%, um valor que viria a penalizar a performance dos equipamentos para telecomunicações. Entre as blue-chips, a Ericsson registou a maior quebra, 4%, logo seguida pela Infineon, Alcatel, Marconi e Philips. A SAP e a Siemens registaram descidas menos acentuadas.