Início Arquivo

CITEVE assinala encerramento do «Pense Indústria» 2000/01

A iniciativa que pretende a aproximação dos jovens à realidade industrial envolveu mais de 2.500 alunos de cerca de 20 escolas dos distritos de Castelo Branco e da Guarda. O CITEVE (Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal) vai realizar, no próximo dia 26 de Junho, pelas 16h00, no auditório do pólo da Covilhã, a sessão de encerramento do ano lectivo 2000/01 do projecto PENSE INDÚSTRIA, que envolveu 268 jovens de uma dezena de escolas. Na ocasião serão entregues os diplomas de participação aos alunos participantes nesta iniciativa que tem como entidade promotora a RECET (Associação dos Centros Tecnológicos de Portugal) e como executores os diferentes centros tecnológicos. Serão ainda anunciados os vencedores dos prémios individual e colectivo (turma) de assiduidade, bem como do prémio «Concurso de Ideias». O «Pense Indústria» surgiu de um modelo existente em Israel, cuja ideia foi transposta para Portugal em 1995 vindo a beneficiar dos apoios do PEDIP II e do Fundo Social Europeu, durante o segundo Quadro Comunitário de Apoio. Na edição de 2000/2001, já no âmbito do QCA III, é apoiado pelo P.O.E., pelo Fundo Social Europeu e pelo FEDER. Desde sempre o «Pense Indústria» foi gerido GDA-fp. Trata-se de um projecto de natureza potencialmente estruturante que actua na envolvente da escola, aberto à comunidade em geral, aproximando os formandos dos espaços industriais. Permite que as empresas ganhem num futuro próximo novos profissionais, quadros médios e superiores, pessoas conhecedoras do ambiente industrial, profissionais empenhados e qualificados, exigentes em termos tecnológicos, e de qualidade nas diversas áreas da actividade industrial. O «Pense Indústria» destina-se a jovens que frequentam o Ensino Básico e Secundário e foi criado com o objectivo de esclarecer esta população-alvo sobre o que é a indústria, os vários tipos de profissões e dar a conhecer os diferentes sectores de actividade que podem encontrar-se no mundo industrial. Ao participarem nesta actividade, os jovens ficam mais esclarecidos sobre a realidade industrial, o que poderá contribuir para uma melhor definição do seu projecto profissional; aprendem a respeitar o meio ambiente; e desenvolvem o seu espírito de iniciativa, criatividade e responsabilidade. Escolas parceiras O projecto tem vindo a sofrer algumas alterações ao longo dos anos de vida, das quais se destacam fundamentalmente, a existência desde a edição de 1998/99 dos Espaços «Pense Indústria» e desde 2000/01 das Sessões «É assim na Indústria». O Projecto «Pense Indústria» tem desenvolvido as suas actividades em parceria com escolas dos distritos de Castelo Branco e da Guarda. No ano lectivo de 2000/01 o Projecto estendeu as suas actividades a outros distritos através das sessões «É assim na Indústria», envolvendo mais de dois mil jovens de 20 escolas. Toda a envolvente empresarial e educativa, nas regiões onde o «Pense Indústria» se tem desenvolvido, reconhece o contributo que este Projecto pode dar a médio prazo para a prossecução dos objectivos económicos, por atender à necessidade de cativar os jovens para profissões relacionadas com a indústria. Nos próximos anos o Projecto tem como objectivo alargar ainda mais o seu raio de acção, pretendendo expandir-se, progressivamente, a um conjunto de entidades (Empresas industriais e empresários, Associações Industriais e Sectoriais, outras Infra-estruturas Tecnológicas, Institutos da Juventude, Autarquias, Meios de Comunicação Social, Redes Escolares Locais, Directores de Escola/Comissões Executivas, Professores) que podem com o seu envolvimento desempenhar um papel importante, gerando efeitos multiplicadores extremamente valiosos para o Projecto.