Início Arquivo

Citeve regista crescimento no número de ensaios Têxteis

O Citeve (Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal) registou nos primeiros meses do ano um aumento de 225% no número de ensaios de controlo da qualidade nos tecidos e malhas (produto acabado ou confecção), relativamente a igual período de 1999. De acordo com a informação fornecida ao Jornal de Negócios por Braz Costa, director-geral do Citeve, os dados disponíveis revelam que «as empresas portuguesas estão a trabalhar produtos mais complexos, séries pequenas e em mercados exigentes». A tendência verificada nos tecidos e artigos de malha não é comum a todos os produtos têxteis. No caso das ramas e dos fios, a tendência nos últimos três anos e meio tem sido decrescente. De acordo com Braz Costa, estes dados indicam que «por um lado estamos a comprar cada vez mais fio no exterior e, por outro, a actividade tem sido reduzida em Portugal». Os dados apresentados pelo Jornal de Negócios possuem como base os valores do 1º semestre de 1999, onde os dois laboratórios do Citeve (em Vila Nova de Famalicão e na Covilhã) efectuaram 26.638 ensaios sobre produtos têxteis. Nos primeiros seis meses de 2003 prevê-se que o total de ensaios atinja o valor de 36.310, representando um aumento global de 36,3%. Este crescimento no número de ensaios levou o Citeve à deslocalização de quadros e à aquisição de mais equipamentos (analisadores automáticos) em 2002.