Início Notícias Tecnologia

Coloreel atrai reforços

A empresa sueca Coloreel, premiada na Texprocess 2017 pela tecnologia capaz de tingir fio com uma ampla gama de cores apenas no momento da sua utilização, estabeleceu uma parceria de longo prazo com a gigante japonesa Ricoh para desenvolver outros equipamentos inovadores.

A Coloreel estabeleceu um acordo de longa duração com a Ricoh para criar uma unidade de tingimento de fios inovadora para a indústria têxtil. A Ricoh vai desenvolver e construir um dos principais subsistemas da unidade, com base na tecnologia de impressão por jato de tinta da Ricoh e na tecnologia da Coloreel para o tingimento.

A Coloreel e a Ricoh cooperaram durante vários anos e assinaram os contratos definitivos, num esforço conjunto de desenvolvimento para, segundo afirmam, «revolucionar o negócio têxtil», a começar pelo tingimento de fios para bordados.

«Esta parceria é um projeto de elevado perfil para nós. Vemos muito potencial neste produto e nesta indústria. Acreditamos no Coloreel e na sua tecnologia única», revela, em comunicado, Tetsuya Morita, diretor-geral da divisão de desenvolvimento de impressão industrial e comercial da Ricoh.

«A parceria com a Coloreel demonstra ainda mais o nosso compromisso com a colaboração e o ir mais longe. A conjugação do nosso historial de inovação com mais de 80 anos, o nosso compromisso para com as necessidades dos clientes e a nossa intenção de nos convertermos de especialistas em transformação analógica para digital em processos industriais está a permitir-nos agitar este sector apaixonante», explica Peter Williams, diretor-geral do grupo de negócios de impressão comercial e industrial da Ricoh.

A tecnologia da Coloreel fez notícia no ano passado, quando venceu um Innovation Award da feira dedicada ao processamento de têxteis e materiais flexíveis Texprocess, onde apresentou a Embroline, uma solução tecnológica independente que pode ser anexada a qualquer tipo de máquina de bordar sem modificações e que permite que linha branca básica seja tingida durante o bordado (ver 20 prémios no primeiro dia). Na altura, Joakim Staberg, fundador da Coloreel, adiantou ao Jornal Têxtil que «qualquer tipo de linha pode ser tingida com esta tecnologia». Entre as vantagens da Embroline está o facto de que o uso de uma única linha – em vez de até 16 linhas tingidas nas máquinas tradicionais – permite uma maior eficiência na produção, uma vez que não há perda de velocidade devido a cortes de linha e mudanças da posição das agulhas, e ainda reduz os stocks de linha, ao mesmo tempo que melhora a qualidade do bordado. «É fácil passar de uma cor para outra, numa transição muito suave. E podemos ter milhares de cores», garantiu Joakim Staberg.

A Coloreel destaca ainda que a Embroline reduz o impacto ambiental, já que minimiza os desperdícios, garante uma maior eficiência na utilização de água e evita descargas de corantes em águas residuais.

«É incrível que uma empresa como a Ricoh, com a sua dignidade e dimensão, tenha optado por fazer esta parceria connosco. Ter a Ricoh como nossa parceira dá ao nosso produto ainda mais credibilidade e estamos muito entusiasmados por ver o que esta parceria irá trazer», reconhece Mattias Nordin, CEO da Coloreel.

A Coloreel irá iniciar a produção no outono de 2018, tendo já várias empresas de sectores como têxtil, moda e vestuário de desporto em lista de espera.