Início Notícias Moda

Comida, moda, beleza e jogos: um retrato da geração Z

Os adolescentes americanos gastam cada vez mais dinheiro em restaurantes e preferem o Snapchat e o Instagram, segundo um estudo.

Os jovens da geração Z estão interessados em comida, moda urbana, produtos de beleza e jogos de vídeo, de acordo com um inquérito realizado pela Piper Jaffray a mais de seis mil adolescentes americanos. O mesmo trabalho, citado pela WGSN concluiu que os seus gastos aumentaram 6% nos últimos seis meses e 2% comparando com o ano anterior.

O relatório descobriu que o segmento atlético está acima da média histórica no que diz respeito a estes consumidores enquanto o de streetwear está a acelerar em termos de importância. Os adolescentes estão a escolher também o Snapchat e o Instagram cada vez mais, com o Facebook a decair em termos de popularidade, ainda que já se encontre mais estável.

Este inquérito vai já na sua 35ª edição e tem dado alguns contributos valiosos para os hábitos de consumo desta faixa etária, que contribui em 830 mil milhões de dólares em vendas para o retalho americano anualmente e pouco desse dinheiro é gasto em necessidades básicas, como hipotecas e coisas para o quotidiano, reflete verdadeiramente o que os adolescentes desejam e compram.

Alimentação lidera

A primeira categoria é a alimentar, mas não abrange compras semanais no supermercado e sim gastos em restaurantes, que parecem mesmo ter acelerado, atingindo os 24%. No que diz respeito aos rapazes, os jogos de computador continuam a ser muito importantes, com um total de 13% dos gastos, rivalizando com a moda masculina. Para as raparigas, os produtos de beleza estão entre as prioridades e a ganhar quota. Atingiram um total de 386 dólares por ano, liderados por produtos para a pele.

Apesar desta geração ter um gosto especial por lojas físicas, os grandes armazéns continuam a perder quota enquanto o canal online atinge novos máximos, aponta o estudo. Esta tendência é preocupante para o segmento os centros comerciais, que tem nos adolescentes um dos principais alvos (ver geração Z: como conquistá-la).

A seguir à comida, a moda é a principal obsessão para todos os consumidores desta faixa etária. Erinn Murphy, analista da Piper Jaffray afirma que «estamos a ver sinais fortes de um ciclo liderado pior marcas dos aos 90 como a Adidas, Vans, Supreme e Tommy Hilfinger». Os investigadores revelaram ainda que a Vans e a Supreme são as que mais crescem.

O inquérito mostrou também que a Adidas está em terceiro lugar, com uma quota de 14% no calçado e 6% no vestuário, enquanto a Nike continua em queda, á imagem do que acontece com a Ralph Lauren e o e-Bay. Já o iPhone continua popular, encontrando-se num novo máximo, com 84% dos inquiridos a demonstrarem a intenção de comprar.

Ainda que a Nike esteja a cair continua a ser a marca líder, com 23%. A American Eagle conta com 10% e a Adidas tem 6%. A Michael Kors é a primeira no ranking das carteiras, com 28%. A Amazon é o principal site usado para fazer compras, com 44%.

Na área da beleza lidera a Sephora e na alimentação a cadeia Chick-fil-A. A Netflix ocupa 30% do tempo que os adolescentes dedicam a ver vídeos online.