Início Notícias Retalho

Compras sem barreiras

Drones, realidade aumentada e virtual e inteligência artificial são algumas das tecnologias que vão revolucionar o retalho e a forma como os consumidores compram.

Desde os assistentes de vendas a ecrãs nas lojas e produtos virtuais, em 2050 as compras serão uma experiência radicalmente diferente. O estudo “Future of Shopping” junta artigos de especialistas em tecnologias para o retalho, cada uma com um papel essencial para moldar a 4.ª Revolução Industrial – uma fusão de tecnologias que está a esbater as linhas entre as esferas física, digital e biológica. «É irónico que a indústria da moda seja conhecida pela sua inovação e, no entanto, a forma como compramos é tão antiquada. Desde usar um provador a ter um espaço limitado numa loja, toda a experiência é genérica. O futuro das compras oferece experiências personalizadas para as pessoas, dependendo do seu gosto e humor e na Holition vemos isso como a humanização da tecnologia», afirma Russell Freeman, diretor de tecnologia na Holition.

Os consumidores estão já a exigir experiências de compras únicas, aponta o relatório, que refere que os avanços na tecnologia de realidade virtual vão levar a customização mais longe. «Os consumidores vão ficar completamente imersos numa experiência – através da realidade virtual será possível experimentar uns jeans sem ter de mudar de roupa», destaca Sol Rogers, CEO da Rewind. A realidade virtual irá ainda permitir ver todas as gamas existentes numa loja – inclusive sem ter de sair de casa – ou mesmo fazer com que as montras “falem” com o consumidor «usando o nome e fazendo recomendações de coisas que pode querer comprar com base nos dados que partilha», explica Rogers.

Os drones parecem ser o futuro das entregas de encomendas. Segundo Ed Klinger, CEO da Flock, até 2020 «drones no valor de mais de 10 mil milhões de dólares vão gerar mais de 127 mil milhões de dólares de atividade económica por ano», citando os fortes investimentos de empresas como a Amazon e a DHL na tecnologia.

Nesta 4.ª Revolução Industrial, há quem esteja já a posicionar-se na dianteira. A Rimmel London criou a app GetTheLook que permite a simulação em 3D de aplicação de maquilhagem, com as mulheres a poderem experimentar os estilos de maquilhagem de outras pessoas.

«A forma como compramos produtos vai tornar-se mais eficiente e sem dificuldades, com múltiplas oportunidades de pesquisa e compra online e através de apps. Esta simplificação de compra pode significar que um carrinho de compras online partilhado pode ser uma possibilidade para alguns retalhistas e as compras com um único clique, já oferecidas pela Amazon, vão tornar-se mainstream», resume Karoline Gross, CEO da Smartzer.