Início Notícias Vestuário

Confecções Beleza aposta na marca própria

O sonho comandou e a Confecções Beleza concretizou. B&You é a nova marca da empresa de Celorico de Basto, que quer combater a dependência da Inditex. A produtora de vestuário está também a investir em certificações com o objetivo de atrair novos clientes.

Amélia Meireles

Com início da atividade em 2000, a Confeções Beleza foi crescendo graças sobretudo a um parceiro de peso, o grupo Inditex. No entanto, durante a pandemia, a empresa de Celorico de Basto tirou da gaveta um sonho antigo e lançou a marca B&You. «Nós trabalhávamos para o grupo Inditex, mas o fluxo de encomendas não era constante e como quero manter os 40 postos de trabalho, avançamos para marca própria», explica a administradora Amélia Meireles.

Direcionada ao cliente final, e com vendas exclusivamente online, a nova marca tem como objetivo também «atrair clientes para a nossa empresa, que queiram produzir a marca deles», revela ao Portugal Têxtil.

Ainda numa fase inicial, com o primeiro lançamento este outono, e à procura de distribuidores, a B&You terá duas coleções anuais de homem e de senhora, sob a batuta criativa da designer Marisa Marinho. «Esta é a nossa primeira coleção, para o outono-inverno, e depois faremos a de primavera-verão. Mas dentro dessas duas coleções precisamos de criar mais peças para alimentar o site e as lojas», afirma Amélia Meireles, que acaba de apresentar a nova marca na mais recente edição do Modtissimo.

Com duas linhas de produto, uma mais desportiva e para o quotidiano, «mas sempre com alguma coisa diferente para não ser o básico fato de treino», e outra mais casual «composta por peças mais elaboradas e de tendências», a B&You dá preferência a matérias-primas naturais como o algodão orgânico.  «Temos uma preocupação grande com os orgânicos e, aliás, o nosso fornecedor envia-nos o certificado de como é 100% orgânico», garante Marisa Marinho.

A Confecções Beleza está igualmente a investir nas certificações de qualidade e outras ligadas à sustentabilidade.

Com uma faturação de aproximadamente 1 milhão de euros em 2019, a empresa diminuiu ligeiramente a sua faturação durante a pandemia, mas de acordo com Amélia Meireles nem tudo foi mau. «Apenas estivemos um mês em layoff, porque conseguimos um cliente espanhol e estivemos a produzir batas descartáveis», adianta a administradora.