Início Arquivo

Confiança do têxtil português decresce em Novembro

Em Novembro, o indicador de confiança na indústria transformadora apresentou uma variação negativa face ao mês anterior, intensificando a tendência de evolução descendente que se verifica desde Outubro do ano passado. Para o comportamento verificado no mês em análise contribuiu essencialmente a evolução desfavorável das opiniões sobre a evolução da procura global.
No que respeita à ITV, o indicador de confiança também registou um decréscimo nomeadamente no sector têxtil, uma vez que diminuiu de –7 para –13. Este cenário resultou dum sentimento negativo em relação às perspectivas da produção actual e prevista, preços de venda previstos e à procura global (estes 2 últimos indicadores atingiram um dos valores mais baixos de 2001).
No comércio, os resultados dos inquéritos revelam uma realidade idêntica à referida anteriormente. Em Novembro o indicador de confiança apresentou uma evolução negativa, mantendo a tendência descendente dos últimos meses e alcançando novo valor mínimo. Desagregando a análise no comércio por grosso e a retalho, conclui-se que neste último à uma quebra da tendência que se tem verificado desde Abril de 2001, mês no qual atingiu um dos valores mais baixos do ano. O comércio grossista continua a recuperar, aproximando-se do valor registado em Janeiro.
Esta informação é apresentada em ficha informativa, disponível no PortugalTextil.com.