Início Arquivo

Confiança em alta

A confiança dos consumidores norte-americanos subiu, pelo terceiro mês consecutivo, em Maio à medida que o mercado de trabalho e as condições da economia do maior mercado de consumo mundial dão sinais claros de recuperação. O Índice de Confiança dos Consumidores Norte-Americanos cresceu para os 63,3 pontos base, após ter registado 57,7 pontos em Abril, anunciou a “The Conference Board Consumer Research Center” na passada terça-feira. Segundo esta entidade, a melhoria deste índice ficou a dever-se ao maior sentimento de segurança quanto aos níveis de emprego e perspectivas de novos ou melhores postos de trabalho por parte dos Americanos. Os resultados anunciados ficaram acima da generalidade das expectativas dadas pelos analistas que esperavam que os resultados de Maio rondassem os 59 pontos base. A subida verificada foi alavancada pela componente de prospectiva de médio prazo, onde os consumidores americanos indicaram um sentimento optimista face à situação económica para os próximos seis meses. Esta componente subiu mesmo para o valor mais alto dos últimos anos. Desde Agosto de 2007, antes da economia entrar em recessão, que este valor não apresentava um comportamento tão favorável. Outro dos componentes, que mede como os consumidores se sentem relativamente à situação económica actual, cresceu moderadamente, acompanhando o ligeiro aumento dos níveis de consumo verificado. De uma maneira geral, este índice – que mede como é que os consumidores se sentem relativamente às condições económicas, de negócio e laborais actuais e num prazo de seis meses – tem vindo a crescer sustentadamente desde que atingiu o seu valor mais baixo de sempre em Fevereiro de 2009. Apesar deste crescimento, os níveis deste índice ainda não atingiram níveis que permitam aos agentes económicos respirarem de alívio. Um valor acima dos 90 pontos significa que a economia está sólida e em crescimento sustentado, acima de 100 indica um crescimento muito forte e rápido. Em reacção a estes resultados, a maioria dos economistas considera que a confiança continuará relativamente fraca por pelo menos mais um ano devido à elevada taxa de desemprego. Algumas preocupações sobre a inversão do ciclo de recuperação económica, nomeadamente no mercado imobiliário e no consumo, foram também assinaladas pelos especialistas. O Índice de Confiança dos Consumidores Norte-Americanos é medido com base num questionário realizado junto de 5.000 lares dos EUA. "Gestão e Estratégia na Fileira Moda" é patrocinada por: