Início Arquivo

Consumo online à lupa

O estudo da Baynote/E-tailing Group mostrou que é fundamental uma experiência de compra excecional. Marti Tedesco, diretor sénior de marketing na Baynote, explicou que «para os retalhistas, isto significa a criação de uma experiência integrada para o cliente em todos os dispositivos e que esteja integrada com as atividades de compra nas lojas. Os retalhistas que responderem ou excederem estas exigências dos consumidores irão florescer, enquanto os outros ficarão para trás». O estudo, que entrevistou 1.000 compradores americanos online, revelou que 74% aproveitam as promoções, como transporte gratuito e cupões de desconto, quando fazem as compras natalícias. Uma proporção de 60% dos compradores indicou que a expedição gratuita sem condições é extremamente importante ao fazer uma compra final, um aumento em relação aos 58% registados na época natalícia de 2012. Uma proporção de 38% aproveita sempre ou frequentemente as promoções recebidas por correio electrónico, enquanto 42% usufruem das vendas flash. Uma proporção de 60% comprou um produto na Amazon ou outro concorrente, enquanto se encontrava numa loja, na medida em que a oferta da loja não igualava o preço, sendo de salientar que as mulheres são significativamente mais propensas a ter todas ou a maioria das suas compras incluídas nas promoções. Os clientes com idades compreendidas entre 18 e 24 anos foram 28% mais propensos a tirar proveito das vendas flash e 25% mais propensos a aproveitar promoções exclusivas da web do que os compradores com 55 anos ou mais. O estudo também mostrou que 34% dos compradores fazem uma compra numa aplicação da marca de retalho, um aumento de 48% em relação a 2012, enquanto 74% dos consumidores citaram que um carrinho de compras simples e expedito, que torne o check-out fácil e rápido, é muito ou extremamente importante. Quase metade (48%) dos compradores foi sempre ou frequentemente influenciada por classificações e opiniões online. Os resultados das pesquisas no Google, acompanhados por uma imagem influenciaram 31% dos inquiridos. «Não é nenhuma surpresa que o móvel prosperou nesta temporada de férias, com os compradores a recorrerem aos dispositivos pessoais para tudo, desde pesquisa de produtos até resgatar cupões», afirmou Tedesco. «O que é realmente interessante é que o smartphone tornou-se a ligação entre a experiência online e as lojas. Isto tem importantes implicações sobre os investimentos que os retalhistas devem fazer nas ferramentas de interligação de canais». E a experiência é fundamental, com 74% dos compradores a referirem que encontrar o que querem no website de um retalhista através da pesquisa é muito ou extremamente importante. Uma proporção de 68% diz que visualizar produtos em páginas web que incluam cópia completa, imagens fortes, fotografias e conteúdos gerados pelos utilizadores é muito ou extremamente importante e 63% consideram que um serviço ao cliente mais acessível e ágil é muito ou extremamente importante. Uma igual proporção de consumidores também referiu a utilização do smartphone para pesquisar lojas e produtos antes de visitar uma loja, enquanto 76% dos entrevistados usaram o tablet (pelo menos duas vezes ao longo dos últimos meses).