Início Arquivo

Cordex e Gonvarri já estão no Brasil

A Cordex – Companhia Industrial Têxtil e a Gonvarri – Produtos Siderúrgicos planeiam investir no Brasil 12,5 e 13 milhões de euros, respectivamente. Este apoio aos dois projectos de investimento no Brasil foi já aprovado pelo Executivo, apoiando as empresas em 15 por cento sobre o valor total dos investimentos, aplicados na criação e desenvolvimento fabris. Cerca de 2,6 milhões de euros foram investidos pela Cordex num projecto global de 12,5 milhões, criando uma fábrica, a Cordebrás, destinada à produção de sisal. Esta fábrica foi, segundo referiu ao Jornal de Negócios Manuel Pereira, administrador da empresa, «foi já responsável pela criação de 125 postos de trabalho locais, que deverá aumentar para 200 no próximo ano». O grupo escolheu o Brasil devido à proximidade da matéria-prima (a Bahia é o maior produtor de sisal) e ao baixo custo da mão-de-obra. Este investimento permitiu ainda a entrada dos produtos nos mercados do Mercosul e Estados Unidos da América, já que, cerca de 95 por cento da produção da Cordex, em Portugal e no Brasil, destina-se à exportação. A funcionar em Ovar desde 1969, a Cordex dedica-se também à produção de sintético, espuma e redes agrícolas, facturando no total 50 milhões de euros. No que diz respeito à empresa portuguesa de siderurgia Gonvarri, vai contar também, com um benefício fiscal de 15 por cento sobre 13 milhões de euros para aumentar o capital, no âmbito do seu investimento no Brasil.