Início Destaques

CPM reanima moda

A feira moscovita, uma das poucas a realizar-se fisicamente nesta estação, contou com mais de 10 mil visitantes e 550 marcas internacionais, de países como Itália, Alemanha, França e Turquia, além da Rússia. Um aplaudido regresso ao negócio, mesmo com as restrições em vigor.

[©CPM]

A CPM – Collection Première Moscow realizou-se de 22 a 25 de fevereiro e marcou um regresso aos certames presenciais internacionais, com cerca de 550 marcas de 17 países presentes em Moscovo para apresentar as coleções para o outono-inverno 2021/2022.

«Ficámos muito satisfeitos por termos a oportunidade de participar na CPM em Moscovo novamente. Para nós, a feira, enquanto ponto de encontro, continua a ser muito importante e interessante. Tivemos boas reuniões e encontrámos todos os nossos principais clientes», revela Andreas Baum, CEO da alemã Baum & Brands. «Também fomos bem sucedidos a gerar boas encomendas», salienta.

«As nossas expectativas normalmente não são muito altas, uma vez que participámos nesta feira todos os anos, mas definitivamente foram cumpridas, este ano estivemos com bastantes visitantes», afirma, por seu lado, Maria Arapova, diretora de wholesale e franchising da Elis Fashion Rus.

Também Tatiana Polynkina, diretora de exportação da italiana Piero Moretti faz um balanço positivo desta edição da CPM. «Foi muito frutuosa. A nossa empresa está muito satisfeita com a nossa participação», garante.

Do lado dos visitantes, que ascenderam a cerca de 10.650, provenientes de mais de 30 países, o feedback também é favorável, apesar das restrições impostas por motivos de saúde e segurança, na sequência da pandemia de Covid-19. «A feira habitualmente organiza desfiles de moda, infelizmente, devido às circunstâncias, não aconteceram este ano», lamenta Irina Rogozhina, uma das compradoras que esteve no centro de exposições de Moscovo. «Para os compradores, este é um evento muito importante no mundo da moda, uma vez que criamos a intenção de trabalhar e ver todos os produtores num único local. Vendo muitas coleções, podemos formar um julgamento e encontrar coisas novas, a CPM dá-nos essas oportunidades de cada vez», resume.

Regresso no fim de agosto

Face a este feedback, considera Nikolay Yartsev, diretor do projeto CPM na Rússia da Messe Düsseldorf Moscow OOO – a entidade responsável pela organização em parceria com a Igedo Company –, «a feira provou ser um sucesso e os resultados e os números de encomendas assinadas excederam todas as expectativas».

[©CPM]
«Finalmente, o mercado está vivo! Foi isso que os embaixadores responderam quando visitaram a CPM», conta Thomas Stenzel, diretor-geral da Messe Düsseldorf Moscow OOO, em relação também à visita de representantes de missões diplomáticas de vários países, como Itália, Turquia e Bangladesh. «O ambiente geral desta estação provou que a feira é um evento muito antecipado pelo mercado. A CPM juntou toda a Rússia – de Vladivostok ao oeste do país. As marcas russas acumularam uma grande quantidade de encomendas. Contudo, as coleções internacionais também receberam muito interesse entre os compradores. Efetivamente, é isso que torna a CPM tão genuína – a sua credibilidade, beleza e sucesso», explica.

Uma boa edição que a organização espera repetir na próxima edição, que tem já data marcada para 31 de agosto a 3 de setembro, «para apoiar o crescimento e o desenvolvimento da moda na Rússia», sublinha Thomas Stenzel.