Início Arquivo

Cresce a feira e cresce a participação portuguesa

A 62ª edição da FIMI, Feira Internacional de Moda Infantil e Juvenil, terá lugar entre os próximos dias 13 e 15 de Janeiro nos novos pavilhões da Feira de Valência, mais amplos que os anteriores, numa mudança que pretende responder à cada vez maior solicitude de participação que se verifica por parte dos industriais deste sector. A FIMI cresce e, portanto, a mudança é uma prioridade máxima. 

Uma vez mais, no âmbito do projecto de apoio à internacionalização, a Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção (ANIVEC/APIV) em parceria com o ICEP, e com o apoio do PRIME, continua a apostar na moda infantil nacional e promove a presença de 20 marcas portuguesas unidas debaixo da marca sectorial, o «Vira-Vento», lançada na última FIMI: A. Ferreira & Filhos – Wedoble, A Casa do Bebé, Babex – Alfredo José Ribeiro Fernandes & Filhos, Belmiro Martins, Confecções Alfazema, Creative Sign, Criações Fató – Confecções José Rodrigues, Crispim Abreu, F. S. Confecções, Guilanda Têxteis, Hall & Cª, Homogenic Design, Inarbel, Maria Alegria, NaturaPura Ibérica, Portocouro, Ponto Por Ponto, Valentina Silva, Unipessoal e Valti.

Paralelamente, a associação mantém o site de promoção internacional www.childrensfashionfromportugal.com, que tem como objectivo direccionar os interessados para os sites das marcas portuguesas de moda infantil.

O certame internacional apresenta todas as novidades em moda infantil e acessórios para a estação Outono/Inverno 2006.07. Estas propostas serão vistas e apreciadas na “Pasarela FIMI”, uma das grandes atracções do salão.

 

Estarão na FIMI 300 empresas expositoras, tanto espanholas como internacionais, que receberão a visita de aproximadamente 8.000 profissionais, que acorrem pontuais a esta feira. É de destacar que a fidelidade dos visitantes, é de cerca de 80%.

 

A anterior edição da FIMI terminou com a visita de 8.100 profissionais, dos quais 766 eram visitantes estrangeiros, o que supõe um crescimento de compradores estrangeiros de cerca de 40% relativamente à edição número 60, e contou com 304 expositores – 205 espanhóis e 99 estrangeiros.

 

Por outro lado, a FIMI volta a ser ponto de referencia e encontro da recentemente criada associação “Children’s Fashion Europe” (ver artigo anterior no PT), cuja sede permanente é em Valência e que se constitui como associação sectorial de âmbito supranacional europeu para agrupar os fabricantes de moda infantil e puericultura da União Europeia. Um dos seus principais objectivos é a clara orientação para o mercado e melhorar a posição competitiva dos seus associados. São vários e muito importantes os movimentos associativos que estão a ser criados no âmbito da moda infantil, todos eles orientados para um crescimento do sector, tanto no que se refere à oferta, como à distribuição.

 

Sob a égide da marca “Valencia Feiras del Niño”, a FIMI decorrerá conjuntamente com o Salão Internacional de Puericultura.

 

O balanço da participação nacional da última edição (ver artigo anterior PT ), durante a qual a “nossa” moda infantil brilhou, foi muito positivo, não só em termos de negócio, mas também em termos de promoção, nomeadamente no que diz respeito à difusão na imprensa espanhola.

Estes factores potenciaram os contactos com a Pitti Immagine Bimbo, que convidou seis empresas nacionais a apresentarem candidaturas à participação na feira de Florença, cuja elaboração contou com o apoio da ANIVEC/APIV. O processo originou convites por parte da Pitti Immagine Bimbo, com resposta positiva, para a próxima edição, que decorre de 20 a 22 de Janeiro, a apenas uma das empresas em causa, a Valindo, com a sua marca Girândola. No entanto, segundo fonte da ANIVEC/APIV, no âmbito deste processo, agora iniciado, são esperadas mais novidades para a edição de Verão da feira italiana, com datas marcadas de 30 de Junho a 2 de Julho. Ainda segundo informação da associação, esta vai promover a participação de 31 empresas na SIMM, em Madrid, (16 das quais no “Espacio Hombre”) de 9 a 12 de Fevereiro, e de 4 empresas na CIFF, em Copenhaga, de 9 a 12 de Fevereiro, e 8 na CPM, em Moscovo, de 28 de Fevereiro a 3 de Março.