Início Notícias Vestuário

Decenio veste olímpicos nacionais

A marca do grupo Têxtil Cães de Pedra, que detém também a Lion of Porches, apresentou os uniformes da seleção portuguesa que participará nos Jogos Olímpicos de Tóquio no próximo verão. As históricas relações de Portugal com o Japão foram a inspiração para os equipamentos, 100% produzidos em território nacional.

Decenio [©Portugal Fashion/Ugo Camera]

A Decenio desenvolveu os uniformes para as cerimónias de abertura e encerramento dos Jogos Olímpicos, assim como para os momentos formais de apresentação de cumprimentos e para ocasiões informais, uma tarefa que a marca do grupo Têxtil Cães de Pedra encarou «com um enorme sentido de responsabilidade», refere em comunicado.

A coleção, que foi apresentada durante o Take 2 do Portugal Fashion, foi inspirada na ligação que existe entre Portugal e o Japão, que remonta a meados do século XVI. «Tivemos em conta a história que une os dois países, mais propriamente a influência que a língua portuguesa tem na língua japonesa, o testemunho da arte da navegação aos exigentes nipónicos e a Cruz da Ordem de Cristo ou Cruz de Portugal que representa a implementação do cristianismo no país», explica a marca.

Os equipamentos em branco e azul-marinho têm silhuetas simples, mas têm acabamentos e pormenores que a Decenio classifica como arrojados. Numa entrevista transmitida durante o Portugal Fashion, Maria Sousa, marketing manager da Decenio, revela que «tivemos em conta todos os valores da nossa nação, que queremos transmitir nas fardas». As cores branco e azul «são precisamente as cores da primeira bandeira portuguesa», refere.

Decenio [©Portugal Fashion/Ugo Camera]
As redes utilizadas no bomber jacket, explica a marca, representam as bem sucedidas viagens marítimas dos nossos descobridores, «acreditando que estas possam ser um amuleto de sorte para os atletas».

Mas os uniformes olham igualmente para o futuro, nomeadamente o da Humanidade como um todo. «Tivemos também atenção na questão da sustentabilidade, nos materiais orgânicos e reciclados», indica Maria Sousa, salientando que era importante para a Decenio «esta preocupação, que também é nossa».

A marketing manager da Decenio foca ainda que as fardas, que serão envergadas por cerca de 80 atletas, de acordo com as expectativas do Comité Olímpico de Portugal, «são 100% produzidas e desenhadas em Portugal».

Subida ao pódio com a Joma

Já os equipamentos desportivos para as cerimónias de subida ao pódio, treinos e dia a dia na Aldeia Olímpica foram desenvolvidos pela espanhola Joma, que é também a patrocinadora técnica oficial do Comité Olímpico de Espanha.

Joma [©Portugal Fashion/Ugo Camera]
A coleção é composta por mais de 30 peças de vestuário, acessórios e calçado, com padrões diferenciados para homens e mulheres, onde se destacam as cores da bandeira portuguesa.

Na linha de pódio, o desenho escolhido é clássico, com os fatos de treino, polos e t-shirts em branco, vermelho e verde, enquanto a linha Villa oferece maior variedade, tanto ao nível das peças de vestuário, como das cores e tecidos. Cada atleta terá um casaco, um polo, uma t-shirt, camisolas, calças compridas, calções e uma gabardina, com opções mais formais, para viagens e atos oficiais, e outros mais casuais para o dia a dia na Aldeia Olímpica.