Início Arquivo

Decoração e têxteis técnicos são a nossa aposta»

No ano em que festeja 200 primaveras, a Gierlings Velpor mantém a dinâmica juvenil dos primeiros anos e combina-a sabiamente com a experiência que o tempo confere. “Crescer” e “Consolidar” continuam a ser as palavras-chave da estratégia desta empresa, uma das líderes mundiais no sector dos tecidos tridimensionais, à qual se junta agora “Diversificar”. O CEO da Gierlings Velpor, Constantino Silva, confiou ao Jornal Têxtil os momentos marcantes destes dois séculos de história e os novos desafios a vencer nesta nova era têxtil. Jornal Têxtil (JT) – Apesar da Gierlings comemorar o seu 200º aniversÁrio, tudo realmente começou com a compra da Velpor pelo grupo Amorim em 1988. O que recorda destes 20 anos? Constantino Silva (CS) – Criada em 1980, a Velpor encontrava-se parada desde 1985 quando foi adquirida pelo grupo Amorim. No início, éramos cerca de 60 pessoas e possuíamos 30 teares, enquanto que hoje somos cerca de 160 pessoas e temos 68 teares… Para não perder esta entrevista e muitas outras importantes notícias que fazem a actualidade do sector, assine e receba jÁ o JORNAL TêXTIL (clique aqui).