Início Arquivo

Desporto funde-se com a moda

Os designers italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana assinaram um contrato de três anos, com o clube inglês de futebol Chelsea para vestir os seus jogadores, fortalecendo o seu caminho no mercado deste desporto. A célebre dupla de designers, que se considera fanática pleo futebol, está actualmente à frente de uma das maiores casas de moda do mundo. Por conseguinte, as suas criações puramente masculinas e o seu estilo a relembrar a tradição italiana serão certamente as chaves do design dos novos equipamentos do Chelsea. «Somos grandes fanáticos por futebol. Para nós, este desporto significa competência sã, paixão intensa, e muita disciplina», afirmaram os estilistas em comunicado. Esta é a primeira associação da dupla italiana com um clube de futebol estrangeiro, que já assinou todavia os fatos dos jogadores do AC Milan e da selecção italiana. Domenico Dolce e Stefano Gabbana são assumidamente fanáticos pelo AC Milan e raramente perdem um dos seus jogos no estádio de San Siro, em Milão. Segundo o contrato estabelecido entre os estilistas e o clube inglês, os fatos serão azuis e os casacos terão dois botões nessa mesma tonalidade. A ligação da Dolce&Gabbana ao mundo do desporto foi ainda mais longe: para a sua última campanha publicitária de roupa interior, os estilistas contrataram cinco futebolistas italianos para exibir a colecção. Também Stella McCartney continua a render-se ao desporto. A criadora de origem britânica que já colaborou com a Adidas foi designada responsável pela concepção das indumentárias oficiais que usaram os ateletas do seu país nos Jogos Olímpicos de Londres, a terem lugar em 2012. Stella McCartney vai criar tanto os uniformes de competição quanto os fatos de apresentação e a roupa que será utilizada pelos atletas na Vila Olímpica. «É um enorme desafio trabalhar com atletas. Primeiro é preciso conseguir fazer com que nada os impeça de dar o melhor de si e, para isso, terei que trabalhar com fibras muito técnicas», revelou Stella MacCartney, acrescentando ainda que «terei de lidar com silhuetas que não são as habituais. Portanto enfrentarei um milhão de desafios. Terei que fazer com que a roupa fique bem perante as câmaras de TV e sobretudo com que os atletas se sintam cómodos».