Início Arquivo

Director da secção de vestuário de senhora da M&S sai com reforma antecipada

Barry Morris, 53 anos, responsável máximo pela secção de senhora da Marks & Spencer (M&S) solicitou a reforma antecipada em virtude dos maus resultados que a empresa tem apresentado nos últimos tempos, noticiou o jornal inglês Sunday Telegraph, citado pelo site just-style. Fontes no interior da empresa disseram ao Sunday Telegraph que há uma semana que Morris percorria os corredores da sede da empresa na Baker Street , visivelmente abatido e aborrecido, sobretudo depois das reuniões com Luc Vandevelde, director do grupo britânico. Ao deixar a empresa, Morris receberá 250.000 libras, cerca de 80.500 contos, o equivalente a um ano de salário. Um porta-voz da M&S adiantou que o desapontamento estaria na base da decisão de Morris: “Ele sente que deu o melhor à empresa e agora está a passar um mau bocado”. Morris escusa-se a comentar a sua saída. No currículo de Barry Morris figuram 31 anos de trabalho na M&S, mas foi sob o seu comando que as vendas da secção de senhora da M&S baixaram drasticamente. Em Fevereiro e Março deste ano, as vendas de vestuário, calçado e artigos diversos caiu 6.5% no Reino Unido, seguindo a tendência dos anos de 2000 e 1999. Entre as críticas apontadas à gestão de Morris está o facto de se preocupar apenas com os preços e não com a qualidade do vestuário para senhora. O lugar de Morris vai agora ser ocupado por Yasmin Yusuf, que também terá a seu cargo as secções de homem e criança.