A nova vida do retalho

Nº 186 | JULHO-AGOSTO 2014
Através de melhores produtos, incursões online, expansão da cadeia de lojas, mudança de conceitos e investimentos em mercados internacionais, as empresas portuguesas com operações no retalho de moda estão a tentar progredir e capitalizar a melhoria no clima de consumo em Portugal e na Europa.
Download da capa do Jornal Têxtil exclusiva a assinantes
Para fazer download, inicie sessão ou assine já através do registo.



A retoma do consumo no mercado português, e no europeu em geral, está a permitir uma recuperação também no retalho de moda, com o regresso da confiança a gerar novas oportunidades de crescimento, desde que marcas e retalhistas se adaptem às exigências e necessidades dos novos consumidores pós-crise.

Isso mesmo estão a fazer marcas e retalhistas como a Ana Sousa, Parfois, Mo, Tiffosi e Salsa, que procuram cativar o novo consumidor de moda português, cujo retrato é feito pelas consultoras Ipsos Apeme e Kantar Worldpanel para esta edição do Jornal Têxtil.

Um consumidor e um mercado que Augusto Lobo, diretor-geral do grupo Klépierre em Portugal (que detém centros comerciais como o Parque Nascente), conhece muito bem e do qual faz um retrato acutilante em discurso direto.

Também em entrevista nesta edição de julho/agosto, António Amorim, presidente do conselho de administração do Citeve, avalia a história de 25 anos e antecipa o futuro do centro tecnológico.

Inovações não faltam nesta edição, desde a nova tecnologia Ecoblast lançada pela especialista em acabamentos de denim Pizarro à nova solução de construção modular com têxteis desenvolvida pela Universidade do Minho, passando pelo vestuário especial da Lamborghini, sem esquecer os wearables, os novos fios retardantes de chama da FR Safety e as propriedades melhoradas em denim resultantes da parceria entre a Invista e a Lenzing. Conheça ainda a nova tecnologia da portuguesa Kinematix, o FITiNSENSE, para o retalho de calçado que promete mudar a forma como cada consumidor põe os pés no chão.

As empresas e as marcas portuguesas dos vários sectores continuam a crescer dentro e fora de portas, como prova a Albano Morgado, a Pereira da Cunha, a Home Concept, a Darono, a Goucam, a MDS e a Orfama, que graças a estratégias como aumento do portefólio de produtos, utilização de novas técnicas e expansão internacional são cada vez mais procuradas.

As feiras são um dos instrumentos usados na altura de investir além-fronteiras e, por isso mesmo, o Jornal Têxtil apresenta-lhe uma agenda com os principais certames internacionais, assim como a reportagem sobre o que pode esperar nas próximas edições da Première Vision, da Modamont, da Momad e da GDS.

Fique ainda a par das macrotendências para a primavera-verão 2016 apresentadas pelo gabinete de tendências WGSN, das novidades de algumas das maiores empresas internacionais do sector, como a Ralph Lauren, Bon Marché, Drexel e American & Efird, e da situação do mercado interno e do comércio internacional nas páginas dedicadas à conjuntura.

Antes de sair para a praia e aproveitar o verão, não se esqueça de levar a sua edição do Jornal Têxtil juntamente com os óculos de sol, o protetor solar e a toalha. Se ainda não é assinante, faça já a sua subscrição (clique aqui) e garanta que todos os meses recebe, em casa ou na empresa, a informação essencial do sector.