A pintura do século XXI

Nº 236 | Fevereiro 2019
A qualidade quase fotográfica da estamparia digital, a somar às suas vantagens ambientais, está a expandir um mercado onde várias empresas portuguesas, da pioneira Adalberto às mais recentes Tabel, Imprimis by Gulbena e Acatel, dão já cartas.
Download da capa do Jornal Têxtil exclusiva a assinantes
Para fazer download, inicie sessão ou assine já através do registo.



O mercado da estamparia têxtil digital está em rápido crescimento e deverá manter-se assim pelo menos até 2023, com muitas empresas portuguesas a capitalizar a tendência. Nesta edição de fevereiro do Jornal Têxtil fazemos a análise desta área de negócio e falamos com os responsáveis de algumas das empresas nacionais que mais experiência têm no sector.

Mário Jorge Machado, presidente da Adalberto, Ana Pimenta, diretora-geral da Acatel, Humberto e Francisca Salgado, CEO e administradora da Tabel, e Carlos Folhadela, diretor comercial, e Joana Garcia, diretora de desenvolvimento de produto da Imprimis by Gulbena abrem as portas das empresas e revelam, em entrevista, os investimentos e os prós e contras de uma tecnologia que veio para ficar.

Além da estamparia digital, esta edição do Jornal Têxtil antecipa as próximas edições das feiras de tecidos Texworld e Première Vision Paris e faz o retrato da situação na indústria têxtil e vestuário no que diz respeito à reciclagem e reutilização de fibras, assim como às novas rotas do comércio internacional.

Fique ainda por dentro dos novos projetos e ambições de empresas e marcas como a Fitor, a Samofil, a Foot by Foot, a Bomdia, a Sampedro, a Ruanjo, a Malhas Ribeiro, a Pé de Chumbo, a Cristina Barros e a Unifardas.

Abrimos também as portas para o futuro com os resultados de um projeto de inovação da Universidade de Aveiro com diversas instituições de ensino internacionais que colocou a existência de dispositivos eletrónicos vestíveis para uso quotidiano mais próxima da realidade.

Não perca igualmente a oportunidade de folhear o suplemento Máquinas de Futuro, onde a Stäubli, a Lectra, a Mind, a Gerber e a Digidelta sugerem novos equipamentos que podem contribuir para tornar as empresas da ITV mais competitivas.

Uma edição recheada com as notícias que fazem a diferença para a indústria têxtil e vestuário. Se não assina o Jornal Têxtil, ainda vai a tempo de garantir o seu exemplar: basta fazer a sua subscrição para assegurar que recebe todos os meses a melhor informação da ITV.