A revolução dos EPI’s

Nº 228 | Maio 2018
Universidades, centros de I&D e empresas não viraram as costas aos desafios colocados pelas necessidades atuais para os equipamentos de proteção individual e apresentaram na 8.ª edição da Conferência Europeia de Vestuário de Proteção algumas das linhas de investigação e das soluções que estão a ser seguidas.
Download da capa do Jornal Têxtil exclusiva a assinantes
Para fazer download, inicie sessão ou assine já através do registo.



O Jornal Têxtil acompanhou toda a Conferência Europeia de Vestuário de Proteção, organizada pelo Citeve, e faz-lhe agora o resumo das principais ideias que especialistas nacionais e internacionais deixaram para o futuro dos EPI’s. Soluções para os bombeiros, incluindo as apresentadas pela Lavoro e pela Latino, projetos de investigação desenvolvidos pelo INESC-Tec e pelo CeNTI e até um novo material apresentado pela Polyanswer foram alguns dos assuntos que se destacaram.

Esta edição de maio traz ainda muitas novidades, incluindo os novos investimentos da Polopique e de várias empresas de tecidos, como a Fitecom, a Albano Morgado, a Sanmartin e a Texser, a expansão internacional da Fepratex, a parceria da nova marca Art’Sartorial com uma gigante italiana da moda e a antecipação de um novo produto da Impetus.

Conheça ainda a nova vida da Mind, a veia criativa da A. Ferreira, que a levou à Bienal de Veneza, a estratégia das Savior para ganhar notoriedade internacional e o crescimento da marca FS Baby dentro da FS Confecções.

Não perca ainda a entrevista à Secretária de Estado da Indústria, Ana Teresa Lehmann, que acredita que deixa elogios à capacidade de inovação da indústria têxtil e vestuário e garante que «o futuro do trabalho será criativo, digital e colaborativo».

No que diz respeito aos principais certames internacionais, fazemos a antevisão da próxima edição da Texworld, da Apparel Sourcing Paris e da CPM, que já anunciou o regresso da área Body & Beach.

Já na moda, saiba como é que o crescimento das vendas de vestuário de homem tem sido percecionado pelos designers Hugo Costa, Júlio Torcato e Nuno Baltazar.

Espreite também os números do sector nas páginas de conjuntura e fique a par do mercado de roupa de cama e das notícias do mundo das fibras, incluindo o boicote das marcas à utilização de pelo e a investigação sobre a produção de algodão sustentável na estação espacial.

E se quer entrar no sector ou aprofundar os seus conhecimentos, veja a oferta formativa que instituições como a Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa, a Universidade do Minho e a Escola de Moda do Porto disponibilizam no suplemento Investir no Conhecimento.

Se ainda não é assinante do Jornal Têxtil, não é tarde para fazer a sua subscrição (aqui) e garantir que recebe, em sua casa ou na empresa, a informação que interessa sobre toda a indústria têxtil e vestuário, em Portugal e no mundo.