Sozinhos em casa

Nº 229| Junho 2018
Com o número recorde de 250 compradores dos cinco continentes, a 3.ª Guimarães Home Fashion Week – uma Heimtextil à escala nacional sem concorrência internacional – gerou muitos e bons negócios para os têxteis-lar lusos.
Download da capa do Jornal Têxtil exclusiva a assinantes
Para fazer download, inicie sessão ou assine já através do registo.



O modelo único, de missão inversa, implementado pela Guimarães Home Fashion Week, promovida pela Associação Home From Portugal, confirmou o seu sucesso e na terceira edição aumentou o espaço, quase que duplicou o número de expositores e trouxe muitos visitantes internacionais, de países tão distantes como o Japão, cujos compradores se renderam às propostas nacionais.

Nesta edição do Jornal Têxtil fazemos o balanço da iniciativa, dando voz aos compradores e aos expositores, ao mesmo tempo que traçamos o perfil dos têxteis-lar nacionais, cada vez mais baseado em parcerias, como mostram os exemplos da Gipanolar e da Crishome e da Sorema e da Bovi, mas também na expansão para novos negócios, como é o caso da Irmãos M. Marques e da Vianatece.

A montante, as empresas de fios estão igualmente decididas a diferenciar-se no mercado e as propostas das novas coleções da Fitor, da Inovafil, da Têxtil António Falcão, da Lipaco, da JF Almeida e da SMBM mostram isso mesmo.

Fazer diferente é igualmente o lema da Tintex, que celebrou em junho 20 anos de uma história feita de I&D, sustentabilidade e o que chama de inovação responsável. A inovação esteve igualmente na mente da ERT, que aproveitando a conferência da Cotec “Re-Design for Performance” entregou, juntamente com a Simoldes, um prémio a recém-licenciados da ESAD por um projeto futurista para o interior do automóvel.

Já na Troficolor, a primeira edição do concurso de jovens designers abriu as portas da empresa, que aproveitou a oportunidade para inaugurar um novo showroom e mostrar a sua criatividade aos clientes.

Em entrevista, José Vilas-Boas Ferreira, presidente do conselho de administração da Valérius, revela a nova estratégia da empresa de vestuário, que deixará de se focar na indústria para se focar nos serviços. E Margarida Nascimento, diretora de produto da Zippy, deixou em aberto, à margem do evento de apresentação do novo posicionamento da marca infantil da Sonae, a possibilidade de aumentar o aprovisionamento no nosso país, embora tenha destacado que «a Zippy orgulha-se de ter muito produto feito em Portugal».

Não perca ainda a audácia da Mingle & Co, uma nova marca de moda que é, ao mesmo tempo, uma plataforma de comércio online, o arrojo da jovem designer Benedita Formosinho e o crescimento da Goucam, que acompanha a gigante espanhola do retalho Inditex.

Conheça o Lectra Connected Development, uma nova solução da Lectra para o desenvolvimento de produto, e fique a par do balanço do evento Professional Clothing Awards, que trouxe novas oportunidades de negócio na área do vestuário profissional para a LMA e para a Axfilia.

Pode encontrar tudo isto e muito mais – incluindo os números do sector – na edição de junho do seu Jornal Têxtil. Se ainda não é assinante, não espere pelas férias e faça já a sua subscrição (aqui) para receber todos os meses a informação que faz a diferença no seu negócio.