Têxteis aceleram no desporto

Nº 248 | Março 2020
Numa era antes da Covid-19 ter mudado, provavelmente para sempre, o mundo e a indústria têxtil e vestuário, o Jornal Têxtil de março dedicou parte das suas páginas à forma como o desporto estava a permear as empresas do sector. Uma edição pré-pandemia que, numa adaptação especial à situação atual, pode conhecer online.
Download da capa do Jornal Têxtil exclusiva a assinantes
Para fazer download, inicie sessão ou assine já através do registo.



Armindo Araújo, piloto de ralis e administrador da Lemar, dá rosto a uma tendência da indústria têxtil e vestuário de (bem) misturar desporto com negócio, como se verificou também durante a última edição da ISPO Munich, onde empresas como a A. Sampaio, Carvema e Impetus mostraram argumentos de peso para saírem vencedoras neste campeonato.

Tudo isto numa época em que estávamos longe de imaginar o impacto que a Covid-19 teria nas empresas, nos negócios e na nossa vida em geral, encerrando lojas e colocando os consumidores numa crise de confiança e económica que se prolongará pelos próximos meses ou até anos.

A edição de março do Jornal Têxtil é, por isso, um retrato do momento zero neste novo universo ainda relativamente desconhecido, em que as empresas tinham planos de crescimento que passavam pelo reforço da presença lá fora, como a Longjump e a Skulk, pela expansão de produtos e valências, como a Solinhas e a Rifer, por novos investimentos, como a B. Sousa Dias, ou pela mudança de imagem, como a Tearfil. É também uma edição que mostra os resultados das últimas edições de feiras internacionais como a Première Vision Paris, a Texworld Paris, a Momad, a Micam ou a CPM Moscow, com expositores e compradores a cruzarem corredores e colocarem encomendas.

Situações especiais exigem medidas especiais e, por isso, além da edição em papel, que está a caminho dos leitores com subscrição, o Jornal Têxtil de março está igualmente disponível online aqui.