Início Notícias Moda

Dose dupla em Paris

Luís Buchinho e Diogo Miranda regressam à passerelle parisiense para mostrar as suas coleções para a primavera-verão 2016. Os designers estarão ainda na Tranoï Femme, onde terão a companhia de Susana Bettencourt e da marca Pé de Chumbo, numa aposta a dobrar do Portugal Fashion.

Os grandes hits dos anos 80 são o ponto de partida para a nova coleção de Luís Buchinho para a estação quente do próximo ano. O consagrado designer português – que em 2015 celebra 25 anos de carreira e é já um habitué da passerelle parisiense – volta assim ao passado para revisitar os grupos e os videoclips musicais da mítica década de 80 que, segundo afirma, suscitaram pela primeira vez o seu interesse pela moda e a paixão «pelo visual e pelo imaginário». Na passerelle, montada no Conservatoire National des Arts et Métiers, deverão desfilar, por isso, a “femme fatale” em branco e preto (tal como no videoclip “The Chauffeur” dos Duran Duran), o lado “boyish” das primeiras boysbands (Buchinho recorda, por exemplo, Spandau Ballet) e ainda a moda excêntrica dos Culture Club e Thompson Twins. Calças masculinas conjugadas com peças oversized prometem contrastar com looks mais glamourosos, como vestidos tubo e casacos curtos. Os ombros exagerados e os estampados gráficos também não faltam nas propostas do criador de moda, que serão reveladas amanhã, às 18h30.

No dia seguinte, pelas 13h30 no Espace Pierre Cardin, é a vez de Diogo Miranda mostrar porque tem já o planeta moda aos seus pés. Nesta segunda investida, o trabalho do arquiteto mexicano Luis Barragan foi a fonte de inspiração. As «linhas retas, código do movimento modernista», como explica Diogo Miranda, são transpostas para calças e vestidos largos e casacos com decotes profundos, onde se conjugam cores vivas como rosa, fúcsia e salmão, que contrastam com tons escuros como o preto e o navy. «Os materiais usados entram em oposição, especialmente o crepe de seda ou um brocado para criar profundidade e acentuar a silhueta com linhas arquitetónicas», acrescenta o designer.

Para além da passerelle, Luís Buchinho e Diogo Miranda estarão na feira Tranoï Femme, que se realiza de 2 a 5 de outubro, onde terão a companhia de Susana Bettencourt e da Pé de Chumbo, uma iniciativa no âmbito do projeto Next Step, da Anje – Associação Nacional de Jovens Empresários. «Foi já neste enquadramento que a associação promoveu recentemente a participação de designers nacionais no salão Edit, em Nova Iorque. O calendário de ações futuras prevê paragens estrategicamente definidas em Londres, Berlim, Bruxelas, Basileia, Joanesburgo, Xangai, Bogotá e Maputo», explica a Anje em comunicado.

A festa da moda portuguesa continuará em Portugal, com a 37.ª edição do Portugal, agendada de 21 a 24 de outubro. Mais uma vez, o evento, que se realiza sob o mote “Celebration”, divide-se entre Lisboa (no primeiro dia) e o Porto (os restantes três) e a organização, partilhada entre a Anje e a ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, promete boas novas. «Para assinalar a data, haverá novidades em relação ao figurino habitual. Estão previstos eventos paralelos como um concerto de piano e uma exposição retrospetiva, entre outras iniciativas. Quanto aos desfiles, alguns dos melhores criadores e marcas portugueses vão revelar as suas coleções primavera-verão 2016 em edifícios emblemáticos das duas cidades», revela o comunicado.