Início Notícias Marcas

Dr. Kid sem contraindicações

A receita da marca de vestuário infantil detida pela Inarbel tem vindo a ser prescrita a mercados como Itália, Espanha, Japão, Rússia, EUA, Colômbia e, claro, Portugal – todos de boa saúde e prontos para assistir ao crescimento da Dr. Kid em 2018.

Com uma faturação de 8,5 milhões de euros, representando um crescimento de 5%, em 2017, segundo revelou José Armindo Ferraz, administrador da Inarbel, a Dr. Kid assume já 40% do volume de negócios da empresa-mãe – que emprega 240 pessoas e tem uma capacidade produtiva diária de 5 mil peças.

Considerando o historial, para o corrente ano, a marca de roupa de criança apostada no look total e reconhecida pelo tricot tem um diagnóstico otimista.

«Consolidámos todos os mercados que tínhamos. Agora, este ano, estão a aparecer-nos novos e estamos a aproveitar. Faz parte da vida e da estratégia comercial, ano após ano, conquistar um ou dois mercados novos, mas consolidar sempre os que temos, tanto mercados como clientes», afirma José Armindo Ferraz ao Portugal Têxtil. «Em 2018, espero que o mercado seja todo ele impecável, tanto Itália como Portugal, Espanha, Japão, Rússia, EUA ou Colômbia. Que haja crescimento em relação ao ano passado», acrescenta, alinhando assim os principais destinos das coleções da Dr. Kid, que continua a fechar aproximadamente 20% das vendas em Portugal (ver Dr. Kid conquista Itália).

Itália, onde a Dr. Kid está há cinco anos, é um dos pilares da estratégia de expansão internacional da marca de moda infantil.

«Todos os mercados são importantes para nós, mas o italiano é um dos principais. Estamos a crescer muito em Itália. É difícil uma marca colocar a sua bandeira no mercado italiano e nós estamos a ter muito sucesso», destaca o administrador.

Para os bons resultados por terras transalpinas têm contribuído a vasta rede de agentes da Dr. Kid no mercado e a presença na Pitti Bimbo, em Florença. A última edição do salão voltou a superar as expectativas, com um stand sempre cheio a acusar falta de espaço para tantos interessados.

«Já falei com a organização. Preciso de um stand muito maior porque não consigo trabalhar assim, com clientes em lista de espera. Não podemos perder oportunidades de negócio», garante José Armindo Ferraz. Entre habituais e novos, o stand da marca na Pitti Bimbo recebeu clientes provenientes do Japão, Bélgica e Chipre, para além de muitos italianos.

Para o futuro, os planos da Dr. Kid passam por alargar não só os horizontes da marca, mas também os da própria empresa-mãe, a Inarbel, sempre na linha de mira de novos investimentos.

«Todos os anos fazemos investimentos nos recursos humanos, em formação. Somos uma empresa que investe em tecnologia, em equipamentos novos para substituir os mais antigos. Temos um parque de máquinas supersofisticado», revela o administrador.