Início Arquivo

Dupont prescinde de 2000 empregados

A gigante Dupont Textiles & Interiors (DTI) anunciou os seus planos para despedir mais de 2000 funcionários – cerca de 10% da sua força de trabalho mundial – com as suas operações nos Estados Unidos a suportar o maior número de cortes. A empresa situada em Delaware vai fechar a sua unidade de produção de Terathane PTMEG no Niagara, em Nova Iorque, e os departamentos menos competitivos em Waynesboro, Virginia, até ao final do mês de Julho. A maioria dos restantes postos de trabalho a ser extintos serão na Europa. Em declarações, a empresa afirmou que as suas acções «vão possibilitar o progresso, no que diz respeito à criação de uma empresa integrada mais competitiva», afirmando ainda que esta atitude vai fazer a empresa poupar cerca de 133 milhões de euros por ano. «Estas são acções difíceis mas necessárias para o posicionamento da DTI como uma empresa altamente competitiva e uma indústria rapidamente consolidada», afirmou Richard R Goodmanson, vice presidente da Dupont, e líder a DTI. «Temos de agir rápida e decisivamente para cruzar os nossos recursos com as realidades actuais do mercado. Estamos empenhados em fazer tudo o que for preciso para aproveitar as oportunidades do mercado enquanto servimos os nossos clientes com rapidez e flexibilidade.» No início deste ano, a Dupont revelou os seus planos para fazer da DTI uma nova subsidiária e separada da Dupont até ao final de 2003, estando agora a avaliar todas as opções de separação, incluindo uma inicial oferta pública. A DTI inclui os negócios das fibras de nylon, fibras de polyester, fibras de Lycra e também as suas intermediárias “joint ventures”. «Nós reconhecemos que esta é uma altura difícil para os nossos funcionários,» afirmou Goodmanson. «Agradecemos os contributos dos nossos empregados que vão embora e vamos tratar todos – quer saiam, quer fiquem – com dignidade e respeito». A Dupont Textiles & Interiors é a maior empresa integrada de fibras têxteis e interiores no mundo, com resultados anuais de 7,2 milhões de euros e com operações em 50 países. Apesar disto, o primeiro trimestre da divisão de têxteis e interiores da Dupont foi pouco auspicioso, e a divisão acima referida e que será separada da empresa até final de 2003, vendeu menos 14,6% do que no primeiro trimestre de 2001, apresentando um resultado líquido de 19 milhões de dólares, ou seja, menos 70,3% do que no período homólogo. Segundo a Dupont, a descida nas vendas de 1.883 para 1.690 milhões de dólares deve-se, principalmente, à forte descida dos preços de venda que foi mais acentuada do que a redução nos custos das matérias-primas.