Início Arquivo

E o prémio vai para…

De Anna Wintour a Diane von Furstenberg, ninguém faltou à entrega dos prémios de moda de 2014 do Council of Fashion Designers of America (CFDA) no passado dia 2 de junho no Lincoln Center. Joseph Altuzarra foi um dos consagrados, levando para casa o prémio de Designer de Vestuário de Senhora do Ano pelo seu trabalho na marca Altuzarra. O criador de origem francesa bateu os também nomeados Marc Jacobs e Alexander Wang, e acrescentou mais um sucesso ao seu curto percurso, depois de ter recentemente anunciado uma parceria com a Target (ver Target à moda de Altuzarra). O prémio de Designer de Vestuário de Homem do Ano foi entregue a Maxwell Osborne e Dao-Yi Chow da Public School, enquanto as gémeas Mary Kate e Ashley Olsen, da The Row, levaram para casa o galardão de Designer de Acessórios do Ano. Rihanna recebeu o prémio de Ícone de Moda entregue pela diretora da Vogue americana, Anna Wintour, que louvou a cantora pela sua «capacidade de contar histórias cativantes através da sua ousadia e beleza de roupas». A cantora surpreendeu com um vestido transparente criado por Adam Selman com cristais Swarovski e um lenço na cabeça. «Hoje, celebramos a criatividade, a experiência e a convicção ao honrarmos a diversidade e a vitalidade dos indivíduos que definem a influência da indústria da moda», afirmou a presidente do CFDA, Diane von Furstenberg. O CEO da CFDA, Steven Kolb, acrescentou que «o CFDA acredita nos designers em todas as fases da sua carreira. Na noite passada reconhecemos uma variedade de talentos e influências, desde estudantes vencedores de bolsas e talentos emergentes a ícones da indústria». Greta Gerwig e Sebastian Stan apresentaram os três prémios Swarovski, que reconhecem o talento emergente. O Prémio Swarovski para Vestuário de Senhora foi entregue a Shane Gabier e Christopher Peters, da Creatures of the Wind. O Prémio Swarovski para Vestuário de Homem ficou nas mãos de Tim Coppens, enquanto o Prémio Swarovski para Design de Acessórios foi ganho por Irene Neuwirth. Os galardoados em cada categoria irão receber apoio financeiro da empresa e serão “apresentados” aos inovadores produtos de cristal e aplicações para a moda da empresa. O Geoffrey Beene Lifestime Achievement Award foi entregue a Tom Ford pela sua influência consistente e criativa na moda. Naomi Campbell entregou o Founder’s Award em honra de Eleanor Lambert a Bethann Hardison pelos seus esforços para promover a diversidade racial na indústria da moda. Para Diane von Furstenberg, o galardão atribuído a Bethann Hardison foi, de resto, o ponto alto da noite. «Penso que os designers vão ver todas as meninas bonitas em palco esta noite e vão querer usar manequins negras», afirmou a designer antes da cerimónia. O Prémio Media em honra de Eugenia Sheppard, que é dado à excelência no jornalismo, foi entregue a Paul Cavaco. Raf Simons da Christian Dior foi galardoado com o Prémio Internacional, entregue pela atriz Marion Cotillard e pelo diretor-executivo da Dior, Sidney Toledano. Já Diane von Furstenberg entregou o Tributo do Conselho de Diretores a Ruth Finley, em reconhecimento dos seus 65 anos como fundadora e editora do Fashion Calendar. Michael Kors foi o anfitrião no segmento In Memorian, no qual foram homenageados Annabel Tollman, L’Wren Scott e Art Ortenberg, que faleceram no último ano. O programa dos prémios contemplou ainda um filme sobre os nomeados do Prémio Swarovski, realizado por Clara Cullen e produzido pela Image Partnership, que estreou em Nowness. Como parte do empenho do CFDA para a formação em design, foram entregues bolsas de estudo aos estudantes Yi Deng, da Universidade de Drexel, Carmela Osorio Lugo, da Universidade de Arte e Desenho de Savannah, e Franky Tran, da Escola do Instituto de Arte de Chicago.