Início Arquivo

EAU sofrem com a recessão nos Estados Unidos

As exportações de vestuário dos Emirados Árabes Unidos (EAU) desceram substancialmente em resultado da recessão americana. Contudo, as empresas que sobreviveram conheceram um forte crescimento a longo prazo. As importações de vestuário americanas para os EAU desceram 10.55% no período de Janeiro-Novembro, para 337 milhões de euros. Em 2000 tinham aumentado 16.67% para 391 milhões de euros. Um grande número de fábricas de vestuário foram forçadas a fechar as suas portas em 2001, já que os exportadores dos EAU dependiam maioritariamente dos Estados Unidos. O mercado americano normalmente recebe 80% das encomendas para países estrangeiros. A recente falha financeira do retalhista de desconto Kmart pode aumentar ainda mais as dificuldades que as empresas locais enfrentam que não irão receber alguns pagamentos esperados, adiantou a imprensa local. A eliminação de várias empresas em 2001 fez com que a fixação de quotas mais fácil este ano. Aos restantes exportadores foi concedido um substancial aumento nas quotas pelas autoridades. Este ano, as quotas foram fixadas dependendo do número de trabalhadores empregados pelos exportadores. Segundo a imprensa, num passado recente, as maiores quotas não eram distribuídas pelas maiores empresas. Os exportadores dos EAU não esperam nenhum ressalto nas encomendas este ano mas as exportações podem aumentar ligeiramente no segundo semestre de 2002. A gozar de um rápido desenvolvimento desde o final doa anos 80, a indústria de vestuário contribuiu para a diversificação de exportações nos EAU. Os exportadores beneficiam do emprego de trabalhadores estrangeiros de baixo custo. Acima de tudo, os Emirados Árabes Unidos e principalmente Dubai estão a tornar-se num grande eixo para o comércio de têxteis e vestuário no Médio Oriente. As autoridades só suportaram o estabelecimento de uma pode chamar-se “cidade têxtil” em Dubai. Os escritórios e showrooms em conecção com os costumes locais devem ajudar os exportadores e os importadores no desenvolvimento de negócios.